Uma das partes que mais me deixou angustiada e cheia de dúvidas antes de fazer o perfil foi o Proof of Funds no Express Entry. Nesse post vou desmistificar o que dá e o que não dá para usar para comprovar que você tem a grana necessária para imigrar.

Proof of Funds – Quanta grana eu realmente preciso?

Essa é a primeira parte que já gera dúvidas. O governo canadense muito experiente sabe que sem grana, não existe imigração. Você precisará refazer uma vida em outro país. E só de móveis e coisas para casa já é um belo gasto. Imagina com todo o resto? Transporte, possíveis cursos para se qualificar de acordo como mercado, passagem para ir, depósito de segurança para alugar apê e muito mais.

A minha angústia principal era ter o valor mínimo que eles pedem. E por eu não possuir esse dinheiro a livre disposição tive muitas dúvidas sobre como comprovar os fundos. Vamos começar então pelo valor. Qual é o valor que você precisa?

Então, eles todo ano lançam o quanto é necessário para cada tipo de família imigrar. Eles simplesmente separam as famílias por número de pessoas e o valor aumenta a cada pessoa a mais. Simples não? A tabela com os valores de 2016 é a seguinte:

Se você entrou aqui após 2016, clique na imagem e veja no site qual o valor atualizado para a sua família.
Se você está lendo esse texto após 2016, clique na imagem e veja no site o valor atualizado para a sua família.

 

Se você for um casal sem filhos como eu e o Han, você precisa de $15,143 CAD (Canadian Dollar). Hoje, 01/10/16 segundo o Bank of Canada e o Uol Cotações $1,00 CAD está R$2,47. Ou seja, hoje você precisaria ter R$37.454,86 para ter o equivalente em CAD.

O valor anterior seria sem IOF. Se você quiser levar essa grana em papel moeda e quiser comprar aqui no Brasil tem que incluir o IOF. Hoje 01/10/16 você pagaria no mínimo R$2,68 reais com o iof incluso (visto no melhor câmbio) para comprar $1,00 CAD. Para ter $15,143 CAD você precisaria ter R$40.583,24.



São valores bem razoáveis e assustam um pouco. Se você não tem lá aquelas poupanças, como proceder para comprovar essa grana?

Que tipos de investimentos/contas usar para o Proof of Funds

Como no momento do envio de documentos após o recebimento do ITA, você DEVE ter o valor necessário citado acima, é preciso ter o dinheiro disponível antes de receber seu ITA. O dinheiro deve pertencer a você e não pode ser emprestado de outra pessoa. Se estiver na conta do seu cônjuge e a conta não for conjunta, isso deve ser explicado em uma “letter of explanation”. Nesta carta, o seu cônjuge declara que esses fundos estão disponíveis para a mudança de vocês para o Canadá.

Então o que você pode fornecer como prova da existência e disponibilidade dessa grana? (Você pode checar também no site do Governo aqui.)

  1. Dinheiro em contas de banco (poupança e corrente) no seu nome – ou de seu cônjuge (nesse caso anexando a carta de explicação).
  2. Investimentos que podem ser sacados a qualquer hora – alguns tipos de previdência privada podem ser sacados a qualquer hora. Com o seu nome ou o do seu cônjuge claramente designado of course.
  3. Documentos que mostrem uma propriedade ou capital pagável a você (como ações, cartas de tesouro, debentures, etc.) – há controvérsias sobre esse item.
  4. Documentos que provem que uma certa quantia será paga a você (como cheques, travellers’s cheques ou money orders).

Só isso Rey? 

É! Só isso aí.

Controvérsias e dúvidas

Existe uma controvérsia sobre o item 3. Muitos blogs e fóruns informam que você não pode apresentar documentos que mostrem que você possuí uma propriedade de tal valor. Que isso não será validado. E honestamente dá para entender! Acredito que seria relativamente fácil falar que seu imóvel/carro vale X, mas conseguir vender ele por X é outra história.

Não vi até agora ninguém que tenha conseguido passar uma avaliação de valor de imóvel/carro como comprovação de fundos. Então melhor excluir essa opção né?

Além disso com relação a ações e investimentos, temos uma área cinzenta. Algumas pessoas falam que já declararam ações e cartas de tesouro como fundos. Outros blogs e agentes de imigração falam que isso é inexistente. Que a melhor coisa a se fazer é ter a grana na conta. 

Pelo sim, pelo não, temos certeza que dinheiro em conta você pode e deve declarar. E isso de ter que ter o dinheiro em conta me deixou quase doida!!!

Tanto dinheiro assim que tem que estar paradinho esperando pra ir pro Canadá?! Assim eu achei melhor não depositar o dinheiro em algum investimento mais rentável, como o tesouro direto ou um CDB, LCI ou LCA. Triste, mas quem quer arriscar né?

Eu sei de brasileiros que declararam as suas previdências privadas e que deu certo. Então, isso eu tenho certeza que é possível somar aos seus fundos. Muitas vezes essa grana aí ajuda a fechar seu valor mínimo necessário! #ficaadica

Esse dinheiro também deve estar claramente disponível para ser transferido para o Canadá. Você pode declarar após o ITA qualquer quantia que quiser que esteja ACIMA do valor mínimo necessário para a quantidade de familiares que você possui. Só existe um limite para a quantidade de dinheiro físico (papel moeda) que pode ser levado na hora do landing – de aterrissar no Canadá. Mas isso a gente explica melhor em um post futuro, né?

Juntando a grana

Para quem tem imóveis, uma saída (na minha opinião) é vender o imóvel. Guarde o dinheiro da venda para seu proof of funds. Imóvel costuma ter um valor bem alto e a gente costuma dar uma entrada generosa também. O momento não é o melhor para a venda, mas se for seu sonho imigrar, até vale a pena ter algumas perdas não?

Outra solução é vender um dos carros do casal, ou O carro e viver esse tempo de ônibus. Eu entendo que é um sacrifício enooooorme! Mas às vezes você já tem uma pontuação boa para conseguir um ITA, então é melhor não ficar esperando para juntar. Tudo pode mudar e você pode até perder pontos por fazer aniversário por exemplo.

Se você não tem nada que possa ser vendido para levantar essa grana rápido, uma outra ideia é ir juntando a grana aos poucos com o dinheiro do salário ou dos freelas. Aqui em casa a gente sempre fez muita coisa por fora para fechar as contas e realizar as nossas vontades. Então na hora de apertar os cintos e trabalhar mais todo mundo entra no jogo.

Nós acabamos não precisando ralar muito a mais, pois anos antes havíamos feito uma má escolha na compra de um imóvel. A escolha foi tão ruim que já estávamos decididos a vender desde antes de começarmos a correr atrás do nosso processo. Sabíamos que teríamos grande perda, mas a culpa disso é o nosso passado com muita falta de orientação sobre finanças. E aí como a besteira já havia sido feita, melhor transformar ela em Canadá.

Em Julho, apesar de tudo e todos dizerem que seria quase impossível vendermos nosso imóvel, nós conseguimos. Com perdas ok? Mas com dinheiro suficiente para termos os nossos $15,143 CAD. Nem preciso dizer quão mais tranquilo nós ficamos depois de levantar a grana! Sabíamos que agora era só esperar os resultados dos IELTS, fazer o perfil e aguardar o ITA. Sem pressão extra para juntar essa grana bruta, que honestamente, a gente não tinha na conta.

Mais dúvidas?

Se vocês ficarem com mais dúvidas, deixem um comentário que quem sabe podemos te ajudar ou orientar na direção de uma melhor explicação.

Se você fez diferente e deu certo, por favor, compartilha conosco nos comentários? Eu prometo que vou atualizando o post conforme vocês forem me fornecendo mais informações valiosas ok?

Como prometido após recebermos nosso ITA e enviarmos os documentos, nós fizemos um post sobre como preparar a papelada de banco do proof of funds Corre lá que você vai curtir!

Aproveita e curte a nossa página no Facebook para ficar sempre atualizado nos posts novos! E nos siga no instagram @casalnerdnocanada para saber um pouco do nosso dia a dia! UPDATE: Agora já no Canadá né? #vancouver