Uma das coisas que dá um pouco de trabalho é conseguir a tal carta do banco nos formatos do CIC. Vamos detalhar todos os dados que a carta do banco precisa conter e vamos mostrar como fizemos (com um exemplo) para você poder basear a sua.

Carta do Banco e o Proof of funds

Como já falamos no post sobre proof of funds, uma coisa que você precisa ter disponível é dinheiro! Os valores necessários para a sua família podem ser encontrados aqui. Como nós somos um casal, precisamos comprovar o valor para 2 pessoas. Esse valor em 2016 é de $15.143 CAD.

Já com esse dinheiro em conta corrente você terá que comprovar que ele está a disposição para imigração. Para isso você precisará de uma declaração do seu banco. Relembrando que a carta do banco você só irá pedir ao gerente DEPOIS de receber seu ITA.

O governo canadense pede que a carta do banco seja da seguinte forma:

The applicant should provide an official letter(s) from one or more financial institutions that lists all current bank and investment accounts as well as outstanding debts, such as credit card debts and loans.

  • The letter(s) must be printed on the letterhead of the financial institution and must include the applicant’s name, the contact information of the financial institution (address, telephone number and email address), the account numbers, the date each account was opened and the current balance of each account as well as the average balance for the past six months.

O que você precisa inserir na carta

A carta do banco deve ser um documento oficial do banco, impresso em papel timbrado. Além disso, deve listar as seguintes informações do aplicante principal e do banco:

  • Nome do aplicante principal
  • Dados de contato da instituição financeira (endereço, telefone e e-mail)
  • Números das contas – corrente e poupança
  • Data de abertura de cada conta – corrente e poupança
  • Saldo atual de cada conta – corrente e poupança
  • Saldo médio de cada conta – corrente e poupança – nos últimos 6 meses

Com isso em mente você vai ao banco ter aquele papo maneiro com o gerente.



Convencendo seu Gerente do Banco

Como nós somos Brasileiros também, vamos falar a real aqui! Se você pedir para seu gerente redigir a carta nesses moldes e aí assinar, amigo, as suas chances são quase nulas. Agora se você já chegar com a carta do banco prontinha na mão, as chances aumentam e MUITO.

Logicamente, alguns bancos tem critérios quanto ao tipo de documento de idoneidade fiscal que eles podem fornecer. Isso pode complicar a sua vida, mas se você for bom de papo, você consegue ir adicionando a maioria dos dados na cartinha que ele já tem pronta.

A parte mais complexa do que eles pedem é o saldo médio de cada conta nos últimos 6 meses. Os bancos brasileiros não costumam levantar esse tipo de dado e honestamente você não deve ficar perdendo tempo fazendo essas contas.

Para garantir que ninguém possa reclamar dessa área, já imprima ou consiga com o gerente os extratos bancários dos últimos 6 meses. Nós pegamos os extratos bancários dos últimos 6 meses e traduzimos por um tradutor juramentado para garantir. Aconselhamos fazer isso para quem quiser ter uma aplicação sem problemas.

Dívidas? Como assim eu tenho que listar minhas dívidas?

Outra coisa que gera muito dúvida é o fato deles mencionarem dívidas (outstanding debts). Como nós possuímos um imóvel e um carro financiados, essa área estava me dando pesadelos. Antes mesmo da gente receber o ITA.

Então, eu saí fuçando tudo quando era fonte de informação gratuita quanto ao assunto. Devo confessar que encontrei as melhores informações no fórum do Canadavisa. O que vou relatar aqui é o que eu conclui depois de ler MUITOS posts sobre o assunto no fórum.

De qualquer forma se você não confiar muito na informação que vamos dar aqui, aconselhamos você procurar e consultar com um agente de imigração para ter uma opinião com mais propriedade!

money
Quem dera esse monte de dólares, né não?! Ia facilitar o Proof of Funds.

Dívidas com imóveis, carros e outros bens

O CIC não permite que você declare imóveis ou outros bens como fonte de fundos (como já relatamos aqui). Se você não pode declarar o valor do imóvel/bem e que você irá vendê-lo, você também não é obrigado a declarar o seu financiamento com relação a este mesmo imóvel/bem.

Segundo sábios do fórum, quando você lê outstanding debt, significa dívidas com o banco. Ou seja, eles querem que o banco declare que você não tem nenhum empréstimo com o banco e nem nenhuma dívida de cartão de crédito. Isso significa meses e meses sem pagar nenhuma fatura. car

Eles querem garantir você não esteja fraudando os fundos. Pois, se você por acaso tiver tirado um empréstimo/sacado do cartão de crédito o valor necessário para a imigração e deixado ele quietinho na sua conta por seis meses para comprovar para o governo, com intenção de depois desses 6 meses pagar a sua dívida, você está fraudando os fundos.

Fraude é MUITO sério para o governo canadense e não deve ocorrer de forma alguma. Mas como eles reforçam no fórum, o governo quer mesmo é saber que você tem os fundos sem nenhum tipo de dívida com o banco a ser paga com esse dinheiro.

Se você possuir um imóvel, fatura do cartão que irá vencer (mas não está devendo meses e meses a fio do cartão de crédito), carro com financiamento e qualquer outro bem que esteja sendo pago, você não precisa declarar esses bens/gastos.

Afinal, você não vai declarar todo gasto de supermercado que você tem todo mês… e o seu financiamento entra em gasto fixo mensal entende? Então não se preocupe com isso e declare o dinheiro que você possuí para imigrar, e que você não possuí dívidas com o banco que o dinheiro está alocado.

O que nós fizemos (com o modelo!)

Nós seguimos as instruções dadas no fórum a risca. Eu fui ao banco pelo menos 3 vezes por que acreditávamos que iria sair o ITA na época de greve dos bancos no Brasil em 2016. Então fui antes da greve, mas sem estar com a carta pronta.

Nós só recebemos nosso ITA depois da greve, então voltei ao banco para atualizar a data da carta. E aí eu deixei de fora 2 informações muito importantes (número das contas correntes e data de abertura) pois isso não estava no padrão da carta do banco.

Como eu vi que isso é muito importante, voltei ao banco e conversei com a gerente. Implorei Pedi que ela acrescentasse esses dados pois era tão pouca coisa né? E aí consegui uma terceira nova carta. 

Nossa carta foi feita diretamente em inglês. Se o seu gerente não fala inglês, é melhor redigir a carta em português. Isso sinaliza para o CIC que o gerente não está apto a falar em inglês. Nesse caso, você irá precisar de tradução juramentada da carta do banco.

A carta finalizada em inglês (que foi como fizemos) vocês podem baixar aqui: carta-do-banco

Esperamos que esse arquivo já meio pronto, ajude vocês a completarem a carta do banco de vocês e só precisarem perturbar o seu gerente uma vez e não 3 como eu!!!

Se você curtiu esse post, compartilhe com os amigos na jornada canadense! Se ficou alguma dúvida, deixe seu comentário que nós tentaremos ao máximo da nossa habilidade ajudar.

love-canada
See you in Canada!