Imigrar para o Canadá, para mim requer, além de muito esforço e desapego, uma coragem extremamente forte. Por isso vou listar uns motivos gerais e alguns mais pessoais para imigração. Quem sabe não te ajudo a decidir se você também quer mesmo imigrar. 😉

Se você já decidiu começar a pesquisar sobre como imigrar para o Canadá, então você deve ter alguns motivos claros para você. Até por que mudar de país é bem diferente que mudar de cidade. E além disso, exige muita paciência e clareza para quando os questionamentos (da família e amigos) chegarem.

Vamos aos meus motivos? Quem sabe não temos alguns em comum?

Buscando uma vida melhor

Quais os motivos que alguém tem para decidir largar um vida estruturada e (relativamente) estável para trás? Ao meu ver só saímos da nossa zona de conforto se acreditamos que podemos ter uma vida muito melhor em outro lugar.

Normalmente nós sabemos que vai demorar para ficar tão melhor assim, mas que as chances de evolução são maiores do que onde você está. É por isso que inúmeros estudantes saem dos interiores para fazerem faculdade em cidades grandes, sem conhecerem ninguém e sem apoio.

Eles acreditam que dali uns 4 ou 5 anos eles terão uma vida melhor. Esse é um dos motivos mais fortes para eu querer imigrar para o Canadá. Eu quero um futuro melhor do que o Brasil poderá me oferecer. Acredito que seja o maior motivo para muitas pessoas.



Carreira e Estudos

Para quem chegou aqui agora e talvez não saiba, eu sou professora de inglês. Apesar de ser uma área relativamente boa para se lecionar, ainda é ser professor. E no Brasil ser professor é um desafio diário. Por isso busquei um Mestrado.

Durante o Mestrado ao analisar bem a situação das Universidades Federais no Brasil, eu vi que isso também não iria me satisfazer profissionalmente. Eu gostaria de realmente fazer pesquisa.

Quem já fez pesquisa no Brasil sabe que é sofrido e,  por falta de inúmeras coisas,  os resultados nem sempre são muito válidos ou proveitosos. Você começa a pesquisa cheio de ambição, mas quando vai ver a realidade, tem que ajustar “o que deveria ser feito” ao que “dá pra ser feito” e não fica tão bom assim.

Nessa época eu percebi que eu não tinha muito pra onde evoluir nas áreas que eu desejo aqui no Brasil. Eu gostaria de realizar um doutorado um pouco mais interdisciplinar. Só que as linhas de pesquisa que eu gostaria de seguir seriam meros sonhos aqui. A maioria dos doutorados que me atraem são no exterior.

Nesse processo de pesquisas para o PR descobri que ao se tornar Residente Permanente eu pagarei muito menos pelo Doutorado. Achei que era uma boa opção buscar o PR antes de aplicar pro doutorado.

Somado a isso, sei que professores no Canadá além de serem mais respeitados, recebem valores mais condizentes. E não posso negar que a oportunidade de fazer o Doutorado que eu sempre sonhei me enche os olhos.

Segurança e Qualidade de vida

Outro motivo é a grande diferença na segurança e na qualidade de vida que poderemos ter no Canadá. Apesar de morarmos numa cidade bem segura (comparando com os padrões Brasil) e com excelentes posições em qualidade de vida, nós queremos mais. “Mais? Você disse que aí é bom, e ainda sim vocês querem mais?”

É queremos mais sim. Queremos poder olhar o celular na rua sem tanto medo. Saber que podemos ajudar ou falar com alguém sem medo de acontecer coisa pior. E queremos saber que um dia poderemos ter um equilíbrio entre vida e trabalho melhor do que no Brasil. Isso sim seria a dream come true.

Aposentadoria, Saúde e Educação

Outra coisa que eu não consigo nem imaginar é ter o retorno dos impostos pagos. Tudo bem que todo mundo fala que a saúde no Canadá não é grandes coisas (espero um dia descobrir e poder contar para vocês, rs). Mas ter educação gratuita e saber que a saúde durante a aposentadoria é sim coberta pelo governo, é muito bom.

Ter essa tranquilidade é saber que muitas das coisas que mais custam quando envelhecemos estarão sendo fornecidas. Isso me dá tranquilidade para poupar para outras coisas que também desejo. Um dos meus maiores temores é sofrer quando ficar idosa e viver numa cidade/país em que nada é feito para pessoas mais velhas.

Saber que eu poderei ter um bom nível de independência quando ficar idoso me interessa e muito.

Viver um sonho e uma aventura

Tudo isso que falei aí em cima (fora o doutorado) são motivos mais gerais que as pessoas tem. Um motivo mais pessoal meu é viver o meu sonho de morar fora do Brasil, de falar inglês o tempo todo (não me tornei professora de inglês à toa, eu sempre quis isso quando era mais nova), de viver uma aventura e ter histórias para contar.

“Ah, mas você pode escolher se aventurar de muitas formas. Por que morando fora?”

Por que esse é o tipo de aventura que eu sempre sonhei em realizar. Em morar compartilhando outras culturas, de aprender coisas novas (coisa que eu gosto pouco – cof cof – sabe como), de evoluir como pessoa, de conhecer pessoas de vários lugares.

Pode ser que eu chegue lá e só tenha amigos Brasileiros. Pode. Mas eu vou conviver com muitas pessoas diferentes todos os dias. Isso me interessa, pois a variedade e a multiplicidade de estilos e culturas são de grande importância para o crescimento pessoal.

Ir para o Canadá não era o meu sonho

Imigrar para o Canadá não era o meu sonho exato. Eu nunca me limitei para onde gostaria de ir pelo lugar. Mas tenho que confessar uma coisa: Eu sempre fui a pessoa que dizia que NUNCA iria para o Canadá!!! Sim, eu confesso! Até março de 2016 eu dizia isso.

Eu tinha aquela visão que todos os lugares no Canadá seriam aquele frio de – 30° Celsius. E eu já passei frio de – 21º C quando fiz work experience e não desejo pra ninguém. Sério, é bem frio e a neve não é das coisas mais agradáveis desse mundo. Eu pelo menos não gostei muito passado do primeiro dia, rs.

Então, o que me fez mudar de idéia? Vancouver. 

Como assim não neva?

Para mim Vancouver era mais um lugar gélido no Canadá. Então, apesar de eu e o marido já estarmos a anos falando sobre imigrar, nunca tinha cogitado o Canadá. Mas nos primeiros meses desse ano, depois de uma visita aos EUA, ficou bem pior. A vontade de sair aumentou MUITO.

Eis que surge uma amiga falando maravilhas sobre Vancouver e sobre alguns parentes dela que tinham ido pra lá. Como a vida deles era ótima e que eles estavam amando. E como era bom o clima lá.

Aí eu fiz um movimento assim no estilo “pára TUDO”. “Como assim não faz – 30°? Como assim quase não neva?

interesting
Really? Tell me more!!!

Fiquei super interessada em Vancouver e quando cheguei em casa fui pesquisar.  E gostei MUITO do que vi. Vancouver é muito parecida em alguns aspectos com a cidade que nós moramos aqui no Brasil. Principalmente em quantidade populacional e a estrutura física da cidade.

Então quando eu vi que Vancouver era um lugar que eu adoraria morar. Fechou. Mal precisei falar com o marido. Ele só falou assim quando lancei a ideia: “você pesquisa as coisas aí por que eu já queria isso a muito tempo!”

Nunca desistam dos seus sonhos

A verdade é que tem anos que ambos querem partir para novos desafios fora daqui. E o único motivo para a gente não ter feito o processo para o Canadá antes, sou EU.

O Han é DOIDO para ir morar num lugar bem frio. Ele MORRE de calor aqui e sempre falou: “Vamos largar tudo e vamos para o Canadá.”. E eu sempre embarreirando. Dizendo que não ia virar picolé lá nem pagando.

Bem estou eu aqui, a prova viva que “quem cospe pra cima caí na testa”.  E ele é prova viva que se você não desistir quem sabe alguma hora outra pessoa ajuda a convencer o seu ser amado a embarcar nos seus sonhos.

Eu fico implicando com ele dizendo que se ele tivesse pesquisado melhor o Canadá, eu teria aceitado antes. Mas eu sei que isso é mentira. Ele não teria me convencido nunca!

Eu finalmente cheguei num ponto em que EU queria sair daqui. Eu finalmente atingi a coragem e a vontade necessárias para imigrar para o Canadá.

Coragem de me arriscar em outro país. Vontade suficiente para relevar o frio – que eu detesto. Por que mesmo sendo menos frio que outros lugares, Vancouver é bem mais frio que o sudeste Brasileiro.

Então acredite que você vai saber dentro de você. Você vai ter essa vontade louca e essa certeza inabalável que aquele lugar é para você.

Você pode chegar lá e descobrir que se enganou. Mas sem esse feeling antes de ir, você não vai correr atrás de tudo que precisa. Você não vai conseguir pensar em ir sem ter certeza de um emprego. Muito menos pensar em deixar a família para trás.

Se você está disposto a tudo isso daqui… Se você já está querendo vender tudo e guardar todo o dinheiro de uma vida para esse projeto, saiba, você quer. E todo mundo tem o direito de querer, fazer e descobrir que quer outra coisa quando chegar lá também.

E os motivos de vocês?

E vocês concordam com esses motivos? Vocês tem outros motivos que gostariam de compartilhar para nós dar ainda mais vontade de ir? Compartilha com a gente nos comentários!

Então galera não tenha medo. Não desista, corra atrás e nós veremos no Canadá!!!

see-canada