eTA Canadá
Everybody say eh!

Em maio de 2017, quem deseja visitar o Canadá ganhou uma nova opção: o eTA (Electronic Travel Authorization). Foi aí que o Brasil entrou no rol de países com direito a essa autorização de viagem.

Nesse post vamos falar tudo que você precisa saber sobre ele que é menos burocrático e mais barato que o visto de turismo! O eTA pode ser uma mão na roda pra muita gente. Porém, existem alguns pontos a observar antes de decidir se ele é a solução pra você.

eTA: afinal, o que é essa bagaça?

A Electronic Travel Authorization é válida para algumas pessoas entrarem no Canadá por via aérea. Existe uma lista do grupo de países que tem acesso ao eTA, mas o que importa é que os Brasileiros estão nessa! Além de ser cidadão de um dos paises da lista, o turista precisa seguir outros pré-requisitos que a gente vai discutir logo mais.

E o prazo? Bem, o eTA é válido por até 5 anos ou até o vencimento do passaporte, o que vier primeiro. #maravilha Durante esse tempo, você pode viajar para o Canadá quantas vezes quiser para estadias curtas, geralmente de até seis meses.

Canadá Os SimpsonsQuem tem direito ao eTA?

Pra conseguir um eTA, turistas brasileiros precisam:

  • Já ter tirado visto de turismo para o Canadá nos últimos 10 anos

OU

  • Ter visto válido de turismo ou negócios para os Estados Unidos

Além disso, esses passageiros têm que:

  • Entrar no Canadá por via aérea usando passaporte brasileiro

E TAMBÉM

  • Visitar o país por uma duração de até seis meses

Pousei no Canadá. E agora?

Vale lembrar que o eTA não garante a entrada no Canadá. Quem tem a palavra final é o oficial de imigração, na sua chegada.


Pra garantir que tudo vai correr como o planejado, deixe documentos úteis à mão (todos em inglês please!). Basicamente, o oficial quer saber se você é de fato elegível para entrar no país e vai voltar pro Brasil.

Apresente passaporte válido por pelo menos seis meses e o visto que foi justificativa do eTA. Tenha pronto também qualquer documento que comprove seus vínculos com o Brasil. Por exemplo, seu contrato de trabalho, contracheque ou carta do seu chefe.

Se você tem um imóvel, inclua documento de propriedade. Ainda está estudando? Anexe uma declaração da instituição.

Já viajou pra outros países? Mesmo que seu passaporte com esses carimbos esteja vencido, leve como prova extra. Se for fazer um curso (de idiomas, por exemplo), apresente carta de aceite com as datas de início e fim.

O oficial também pode exigir comprovação de que você vai conseguir se manter financeiramente durante a sua estadia. Não há um mínimo exigido, mas calcule pelo menos CAD$1,500.00 por mês de estadia. Some a isso o valor da passagem de volta, caso ainda não tenha comprado. Imprima um extrato bancário ou leve uma carta do seu gerente, anexando também cotação recente do Bank of Canada.

Para comprovar seu retorno, mostre passagem de volta (se tiver) e comprovante de hospedagem.

Carta-convite

Vai ficar na casa de alguém? Peça pra pessoa escrever uma carta-convite em inglês, que vai ser assinada de próprio punho e impressa por você. Ela deve conter informações como:

Dados do anfitrião

  • Nome completo;
  • Caso trabalhe, profissão e empresa;
  • Endereço completo e telefone no Canadá;
  • Status de imigração (incluir cópia de documento que comprove a informação)
  • Número de documento oficial (passaporte, PR card etc.).

Dados do convidado

  • Nome completo;
  • Endereço e telefone no Brasil;
  • Natureza do relacionamento (amigo, pai, mãe, irmão etc.);
  • Objetivo da viagem;
  • Período da estadia;
  • Informar como o convidado vai arcar com suas despesas. Caso o anfitrião vá arcar com parte dos gastos, incluir essa informação;
  • Data de volta para o Brasil.

Faça a coisa certa

Quer estudar no Canadá por mais de seis meses ou trabalhar durante a sua estadia? Caso alguma dessas seja a sua intenção, lembre que você NÃO pode fazer isso como turista.

Ficar no país por uma duração maior que a concedida a você também é pedir pra ter dor de cabeça. O Canadá é um país muito aberto à imigração, mas também super rígido em relação a suas leis.

Se seu objetivo for imigrar para o Canadá e você cometer uma dessas infrações, suas chances de conseguir são mínimas. Melhor fazer tudo nos conformes e aproveitar sua experiência no True North sem aperreio.

Qual é a vantagem do eTA em relação ao visto de turismo?

Até 2017, a única opção para os visitantes brasileiros conhecerem o Canadá era por meio do TRV. O Temporary Resident Visa é o visto de turismo canadense e deve ser tirado em um Visa Application Centre. No Brasil, o VAC é representado pela VFS Global, que tem escritórios em algumas cidades do país.

Além de pagar a taxa, o candidato precisa submeter biometria, carta de intenção, comprovação de fundos e outros documentos. O passaporte de cada cidadão também precisa ser entregue ao VAC. Além de trabalhoso e caro, esse processo pode consumir algumas semanas até a resposta final (confira aqui a previsão). Já deu pra perceber que não é a coisa mais fácil do mundo, né?

Saiba como tirar o eTA

Por outro lado, o eTA é emitido pelo site oficial do governo do Canadá por CAD$7. Observe que o sistema só permite o preenchimento dos dados de um passageiro por vez. Ou seja, se você vai viajar com mais duas pessoas, o pedido do eTA deve ser feito três vezes.

Para pedir a autorização, basta responder o formulário, inserir os dados do passaporte e pagar a taxa. Voilà: a maioria dos candidatos já recebe a confirmação por e-mail em alguns minutos. Caso você precise enviar algum documento adicional, a solicitação vai chegar em até 72 horas. Se quiser verificar o status do seu pedido online, clique aqui.

O eTA fica então associado ao passaporte usado no formulário, que deve ser levado pelo passageiro. Por isso, se seu passaporte estiver pra vencer, é melhor renovar antes de pedir o eTA.

Muitos voos para o Canadá fazem conexão nos Estados Unidos, tornando essa alternativa mais barata do que voos diretos. Aliado a isso, a proximidade dos dois países faz com que parte dos turistas queiram visitá-los numa mesma viagem. Sendo assim, entre tirar o visto de turismo canadense ou tirar o visto americano + eTA, muitos escolhem a segunda opção.

Fiz meu landing como residente permanente, mas vou precisar voltar pro Brasil antes do PR card chegar. Posso voltar para o Canadá usando o eTA?

Não. Nesse caso, a melhor opção é continuar no Canadá até a chegada do seu Permanent Resident card. Até pouco, isso poderia levar meses, principalmente se houvesse pedido de novas fotos ou alguma outra inconsistência. No entanto, depois de uma mudança no processo, esse tempo de espera foi reduzido a poucas semanas (confira aqui).

Se mesmo assim você tiver urgência de ir ao Brasil, pode voltar para o Canadá usando o PRTD – Permanent Resident Travel Document. Esse documento deve ser pedido no VAC (VFS Global), mas é importante checar o prazo de entrega. Esse alerta vale especialmente pra quem vai voltar ao Canadá em breve ou precisar do passaporte enquanto espera o PRTD.

Depois de chegar com o eTA, quero visitar os Estados Unidos e voltar para o Canadá por terra. Posso?

eTA entrar no Canadá por terraEssa é a pergunta de um milhão, pois o site da imigração canadense não é claro sobre esse ponto. É entendido que a primeira entrada no Canadá precisa ser por via aérea. E depois disso, posso entrar novamente no país de carro ou ônibus, por exemplo? Essa é uma gray area, quando ninguém entende como algo funciona e a gente fica num limbo de informação.

Pessoalmente, já vi casos de brasileiros que visitaram os Estados Unidos e voltaram por via terrestre sem problemas. Outros, no entanto, passaram horas na fronteira pra convencer que poderiam voltar para o Canadá usando o eTA.

Calma que tem jeito!!!

Na dúvida, será que vale a pena arriscar? Como alternativas mais seguras, o turista que quiser combinar os dois países pode:

  1. Começar a viagem pelos Estados Unidos e depois seguir para o Canadá de avião;
  2. Deixar os Estados Unidos para o fim da viagem, podendo sair do Canadá pelo meio que preferir;
  3. Além do visto americano, tirar o TRV e circular entre os dois países quando e por qual meio quiser;
  4. Seu plano é mesmo entrar no Canadá, visitar os Estados Unidos e voltar ao Canadá? Vá pelo meio mais conveniente e compre a volta de avião. Além das companhias grandes, pesquise também as low costs. Se você junta milhas, uma boa opção é ver se o trecho desejado está disponível no seu programa.

Se você não quer se aborrecer nas férias, essas são algumas das ideias pra considerar. Afinal, como diria a minha avó, o seguro morreu de velho. Parece que atualmente, como os oficiais já estão mais acostumados, os problemas tem reduzido na entrada por via terrestre! Mas… tenha sempre toda a sua documentação para conseguir provar tranquilamente o seu caso.

Tem alguns detalhes escorregadios, eu sei, mas montando seu planejamento direitinho, você tira de letra. Se você cumpre os pré-requisitos, o eTA é certamente um trunfo pra fugir da burocracia do visto de turismo. Como você viu, no entanto, ele pode não se aplicar ao seu caso ou ser a melhor escolha pra você.

E por fim, esse Casal Nerd no Canadá linduxo, fez um vídeo super completo sobre todos os possíveis vistos para você vir para o Canadá. Vou deixar ele aqui para você assistir e entender todas as possíveis formas de entrada no Canadá!

Analisou tudo com calma e decidiu tirar o eTA? Oba! Agora é seguir com os próximos passos da sua viagem pro Canadá. Então capricha no inglês, começa a planejar o roteiro e vem pra cá sem medo de ser feliz.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui