Será que eu consigo imigrar pro Canadá pelo Express Entry?

Se você está aqui é por que alguma hora você começou a fuçar a internet para saber mais sobre imigrar pro Canadá. É muita informação não é? Só de pesquisar Express Entry aparecem centenas de matérias de jornal e revistas sobre como “o Canadá está procurando por Brasileiros”. Mas sempre fica por isso mesmo… Aí surge a dúvida: “por onde começar?”

Com tanta informação, tantos links – e talvez um inglês não tão afiado – agora você está cheio de dúvidas e quer uma forma mais prática e rápida de saber se imigrar pro Canadá é uma real possibilidade para você.

1487096577388824905
Hum… Canadá… Será que eu consigo?

Então esse é um Hands-on guide (ou seja, um guia prático) de como descobrir rapidamente se você consegue ou não ir pro Canadá pelo Express Entry (EE) com o Permanent Resident visa – visto de Residência permanente, que é carinhosamente apelidado de PR – no bolso.

O EE para quem não sabe é a forma atual (desde 2015) que o Governo Canadense usa para lidar com as aplicações para residência permanente.

Nós queríamos aproveitar antes de começarmos mesmo para reforçar que somente um consultor credenciado pelo Governo Canadense pode avaliar o seu perfil (se você quiser e pagar a ele). E que esse guia vai somente te mostrar o caminho das pedras para achar as informações chaves no site de imigração do Governo Canadense.

Afinal as melhores informações nesse momento vão estar no site do Governo Canadense que disponibiliza TU-DO que você precisa para se auto avaliar.



Determinando sua Elegibilidade

Então para saber se você é ELEGÍVEL, ou seja se você tem os critérios que eles procuram para se candidatar a imigração, o lindo do Governo Canadense criou uma ferramenta online que vai te dizer se você pode ou não imigrar: o formulário online de Check your Eligibility.

O formulário é bem simples e direto e você vai responder perguntas sobre:

  • nationality – nacionalidade
  • age – idade
  • language ability – habilidade em língua estrangeira
  • family members – membros familiares
  • education – educação
  • work experience – experiência de trabalho
  • income and/or net worth – Fundos 
  • details on any job offer – detalhes de oferta de trabalho (se você possuir uma, o que normalmente é raro)

Dessas áreas todas, gostaria de fazer algumas observações em três quesitos,  o primeiro é:

FUNDOS 

O Governo Canadense, por já possuir grande experiência com imigração, sabe muito bem que sem grana você não muda de país. Afinal, mudar de país envolve MUITOS custos e logo que você chegar vai ter que gastar bastante dinheiro com coisas que você provavelmente já tem ou até ganhou quando casou, como móveis, eletrodomésticos, apetrechos de cozinha. Além disso, vai ter que arrumar moradia em um lugar que ninguém te conhece e tudo isso precisa sabe do que? DINHEIRO.

Por isso, um dos pré-requisitos da sua elegibilidade é ter o mínimo de fundos necessário para a quantidade de membros da família que irão com você. Abaixo tem a tabela de proof of funds para 2016 tirada do site do governo mesmo.

proof-of-funds
Se você está lendo esse texto depois de 2016 clique na imagem para ser direcionado para o site com os valores atualizados.

Entendendo a tabela de proof of funds

Por exemplo,  se você é solteiro(a) você precisa ter no mínimo 12,164 CAD atualmente em 2016. Ou seja,  o equivalente a esse valor em reais, disponível na sua conta corrente/poupança para poder ser elegível. Se for um casal sem filhos (2 family members) esse valor sobe para 15,143 CAD. Se for um casal com um filho (3 family members) sobe para 18,617 CAD, e assim sucessivamente.

Se você for bem sincero nessa parte e colocar um valor menor do que o necessário para o número de membros que existem na sua família, seu perfil vai automaticamente dar Not eligible – não elegível. Então, mesmo que você vá vender alguns bens/imóveis para poder colocar essa grana no banco,  e ainda não a possua,  coloque a quantidade de dinheiro mínima necessária para sua família ser elegível. Assim você descobre se é elegível nos outros critérios e depois corre atrás da grana.

Se não tem como vender nada para levantar dinheiro nesse nível, faça um planejamento financeiro e veja quanto tempo você vai precisar para juntar essa grana e com quantos anos você vai estar, somente então simule no formulário com a idade na época que terá o dinheiro.

Quer saber mais sobre o que você pode usar para comprovar os fundos? Entra nesse post aqui.

HABILIDADE EM LÍNGUA ESTRANGEIRA 

O segundo quesito é inglês/francês. Você vai precisar inserir alguns dados quanto ao IELTS (inglês) ou ao TEF (francês). Inclusive a data de realização da prova, que você provavelmente ainda não fez, pode “inventar” nesse momento.

Esse inventar é possível por que esse primeiro preenchimento é somente exploratório e você não vai usá-lo depois. Aliás, você NÃO PODE usá-lo depois já que as informações não vão ser 100% verdadeiras. #ficaadica

Se você ainda não sabe quanto tiraria no IELTS/TEF, saiba que estes testes são um critério crucial que pode aumentar em muito as suas chances. E se você quiser uma ajudinha nessa área, veja os nossos cursos e aulas para IELTS.

Acredito que o mínimo que você deveria almejar obter de nota no IELTS seria 6.0 em cada uma das áreas (listening,  reading,  writing e speaking). Então coloque essa nota ou mais,  estando ciente das suas capacidades linguísticas.

Eu não saberia opinar sobre a nota no TEF pois não tenho o menor conhecimento de francês – sorry. Mas o Google tá aí amiguinhos…

EXPERIÊNCIA DE TRABALHO

O último quesito importante é a experiência de trabalho. O Express Entry separa as experiências de trabalho por meio de NOCs – National Occupation Classification – Classificação de Ocupações Nacional.

Existem 3 áreas de NOC que são elegíveis para entrar no EE:  NOC skill level A, NOC skill level B e NOC skill type 0. Para saber mais sobre os NOCs vá neste site. Tem bastante informação lá! Aqui no blog também fizemos um post sobre como encontrar seu NOC.

Saiba também que algumas profissões são regulamentadas no Canadá. Para essas é necessário fazer uma revalidação  do diploma antes de poder trabalhar na área no Canadá.

Muitas profissões regulamentadas estão dentro do escopo dos NOCs. Isso significa que você pode usar a sua experiência de trabalho dentro delas no Brasil como parte do seu processo no Express Entry.

O detalhe é que mesmo sua experiência sendo válida para o processo, muitas vezes você terá um longo caminho antes de poder trabalhar na área. Isso pode até significar refazer grande parte da sua graduação! Então procure pesquisar bem pois como nós não temos profissões regulamentadas, não sabemos muito sobre o assunto.

Esse é um ponto a refletir pois para muitas pessoas é um deal breaker. Ou seja, para elas pensar em trabalhar com outras coisas até conseguir revalidar o diploma, ou até ficar 1 a 2 anos sem trabalhar só estudando é inviável.

Simulei os dados! Faço o que com eles?

Se depois de simular todos esses dados no Check your Eligibility,  você tenha recebido um resultado de eligible – elegível,  Parabéns! Agora começa a brincadeira!

Você terá que arrumar os diplomas e históricos para avaliar sua formação (por meio de um ECA Report). Também terá que fazer o IELTS, para só depois poder finalmente criar seu perfil e entrar no famoso pool do Express Entry.

Lembrando que você não vai usar esse resultado e portanto não precisa guardar o código que vai receber no final.

“Rey,  o meu resultado deu not eligible, e agora? Não consigo ir de jeito nenhum?” 

2015-05-27_18-43-34_hitchhikers-guide-to-the-galaxy-1

Sempre tem um jeito!  Procure um consultor credenciado de imigração e faça uma análise do seu perfil.  Às vezes com a combinação de College+OWP (open work permit) para o casal vocês consigam ir. Ou quem sabe tem outro jeito específico pro seu perfil. O consultor credenciado é a melhor pessoa para te aconselhar nesse momento e vale o custo se você realmente quiser imigrar.

No próximo post nós falaremos sobre os próximos passos caso você seja elegível e como realizá-los.

May the force by with you!