Translation

Hoje temos um post escrito por Felipe Levra, que gentilmente nos permitiu compartilhar com vocês esse texto de altíssima qualidade sobre tradução juramentada com dicas dos sonhos sobre como economizar!

Vocês vão se amarrar!

Compartilhando Experiências

Oi pessoal. Queria compartilhar com vocês uma experiência que tive, que por mais desagradável que seja, me trouxe bons aprendizados, quem sabe ajude vocês também. Lá vem textão, sim, sorry! Eu pensei muito a respeito e achei melhor detalhar quanto possível fosse e que quanto mais pessoas soubessem melhor, para que vocês possam evitar os mesmos percalços que eu.

Eu e minha esposa planejamos ir ao Canadá agora em 2018. Antes de chegarmos a esta decisão, tenho certeza que vocês, independente do status de suas imigrações, também, como nós, se sentiram ansiosos, em dúvida, preocupados, etc. Nós também nos sentimos e continuamos nos sentindo.

Uma das questões principais, até mesmo para informar aqueles que estão no começo do processo, é de ordem financeira, é óbvio. Tudo custa – e custa muito: taxas de imigração, cachê da consultoria, grana pra FedEx, gasolina para deslocamentos até cartórios, estacionamento, etc.

Todo mundo depois que faz as contas! hahaha

Nesta planilha de custos, uma das coisas que mais custa, perdendo apenas talvez para as taxas oficiais de imigração, são as traduções juramentadas.


Tradução Juramentada? Não pode ser tradução normal?

Para quem não sabe, o governo canadense não aceita traduções simples dos seus documentos. Ou seja, tio, avô, amigos, conhecidos quaisquer não podem traduzir seus documentos.

Para que o órgão de imigração canadense aceite seu processo, é necessário uma pessoa legalmente habilitada que possa autenticar as versões traduzidas dos seus documentos – simples assim.

É aí que começa a jornada. As traduções juramentadas no Brasil são reguladas pelas Juntas Comerciais de cada Estado. Por favor, aqueles que sabem mais me corrijam se estiver errado, mas os tradutores aplicam para um concurso público, caso passem, ganham um número oficial e dali eles são reconhecidos legalmente como personas – tal como tabeliães – que podem emitir traduções juramentadas.

Cada Junta Comercial tem uma lista de tradutores, com os dados ou empresas de cada um, onde você pode solicitar orçamentos, etc. As traduções são cobradas por laudas (folhas) e por tipo de documento. Se você solicita uma tradução juramentada de uma declaração simples, é um valor. Se você pede uma tradução juramentada de um contrato, é outro valor, mais caro.

O detalhe importante é o seguinte: o valor das laudas de traduções juramentadas é também regulado pelas Juntas Comerciais de cada Estado e varia muito. Não só isso, cada Junta Comercial define o tanto de caracteres que uma lauda pode conter. Ou seja, tem estados cujas laudas-padrão são de 1300 caracteres. Tem estado com 1000 caracteres. Uma tradução com 300 caracteres a mais com o valor de lauda menor do que seu estado pode impactar muito seu orçamento, principalmente se você tem muitos documentos a traduzir. Por isso que é super bom pesquisar!

Encontrando um Tradutor Juramentado

Nossos passos começaram por uma indicação de uma tradutora juramentada indicada pelo nosso consultor, que vou chamar aqui de “Anelise”. A Anelise me tratou muito bem inicialmente por e-mail e tudo. O detalhe do meu processo – e eu já estava preparado por conta disso – é que eu precisava traduzir muitos documentos, como contratos, etc. Eu já sabia que ia ser caro.

Como funciona? Você manda os PDFs pro profissional analisar a quantidade de caracteres. E você tem meio que confiar nele pra te dizer quantos caracteres têm seus documentos e quanto vai custar. Em SP, onde moramos, na época, a JCSP regula 86 reais por lauda de teor técnico, perto de 1000 caracteres. A Anelise me volta com um orçamento absolutamente fora da realidade. Fiquei pasmo. Como resolver esse problema?

Não sabe? JOGA NO GOOGLE!

Daí que saí caçando as informações que compartilhei com vocês acima. Fiz outros orçamentos – dos mesmos documentos!!! – em SP, RJ, RN, DF… Gente, vocês podem acreditar em mim ou não, mas recebi orçamentos que variavam entre 8.000 e 32.000 reais.

Os tradutores nos seus contatos iniciais vão falar que os orçamentos são regulados pelas juntas comerciais. Mas, a verdade pura é: eles cobram quanto querem, pois a demanda é alta e são poucos profissionais pra atendê-los. Pra piorar, a qualidade do serviço é tipo pública. Eles atendem quando querem e dá pra imaginar o tamanho do “bico” quando você recebe um e-mail atravessado respondendo à revisão de um orçamento. Ou simplesmente nem respondem pedidos de orçamento. Ou seja, como última etapa para sair deste país, você VAI PRECISAR ENFRENTAR UMA MÁFIA, máfia esta das traduções juramentadas.

Tradução Juramentada do Exterior? SIM, SENHOR!

Daí o que rolou é que eu encontrei uma empresa canadense sediada em Toronto chamada Docsbase. Eles são tipo one-stop shop, tem todo o tipo de tradução. Mas o que me chamou a atenção é que eles também fazem traduções juramentadas. Eles têm um tabelião dentro do escritório deles, reconhecido legalmente pelo governo canadense.

Eles te mandam as traduções por correio normal dentro do valor do orçamento. E se você tiver pressa, te mandam via FedEx por uma taxa adicional. Parecia ser incrível. Mas e o valor? Mandei meus PDFs e fiz o orçamento. Não demorou muito e veio a primeira resposta, acusando o recebimento do meu email. Em menos de 3 horas, veio o orçamento que me jogou pra trás: ficou menos de 1/3 do valor do que se tivesse mandado fazer no Brasil.

Daí, minha questão principal era: será essa tradução aceita pelo CIC – órgão de imigração canadense? Meu consultor pediu para se certificar de que eles eram ATIO-certified. Ou seja, que tinham convênio com a associação profissional de tradutores-intérpretes da província de Ontario. O Alex, que me atendeu, me confirmou com detalhes e também mencionou que trabalham com o CIC há mais de 12 anos.

Resolvi arriscar e mandei traduzir uma parte de meus documentos. Paguei via PayPal (experimente tentar pagar com cartão de crédito suas traduções juramentadas no Brasil).

Em alguns dias, me mandaram os documentos de Word para que eu analisasse as traduções antes de juramentá-las. Uma vez aprovadas, eu paguei uma pequena taxa adicional para que chegassem ao Brasil via FedEX. Que surpresa: a qualidade era estupenda, as certificações muito bacanas (vejam imagens abaixo). Resolvi traduzir o restante dos meus documentos com eles. Agora, meu processo está na mão da CIC.

 

Pesquisar é TUDO!

Bem, é isso. Lição do dia: pesquisem, pesquisem muito. Não se deixem levar pelo afã do primeiro orçamento. Você pode – e deve – abaixar o preço, afinal é um serviço prestado e não um favor. Nosso dinheiro não cai de árvores. Merecemos sim, ser mais bem tratados. E nosso sonho já custa caro, por que pagar a mais por ele, certo?

PS: Caso optem pela docsbase, eu usei o código DOCSBASEBR e deu certo: me deram ainda mais um descontinho 😉

TEXTO POR: FELIPE LEVRA – gentilmente cedido para publicação no nosso blog. MUITO OBRIGADA!

Quer compartilhar alguma experiência que teve no seu processo? Você também pode ajudar outras pessoas sem precisar criar um blog inteiro para isso! Mande para gente o seu texto em word. Entre e contato pelo facebook ou instagram.

Basta procurar por Casal nerd no Canadá! E pode mandar mensagem que sempre respondemos.

E nos vemos no Canadá galera!


97 COMENTÁRIOS

  1. Oi Felipe, Ray e Han!

    Muito legal compartilharem essa experiência. Eu e meu marido também estamos no processo e também tive a mesma certeza sobre os valores das traduções juramentadas. Consultei 3 tradutores/empresas no Rio quando estava fazendo as traduções dos históricos e certificados e a diferença do mais caro para o que utilizamos foi de 50%. Há coisas que não temos escolha neste caro e longo processo, porém neste caso, há.
    Abraços.

    • Que coisa, né Carol, 50% e os preços “tabelados pela Junta Comercial” tsc tsc tsc!
      Ainda bem que vc pesquisou.
      Compartilhe a dica para que mais pessoas não caiam na máfia.
      Abs

      • Olá. Obrigada pelas dicas. realmente sai a metade do preço, contando que não paguemos a taxa de envio. Vocês acham seguro o envio via “regular”, sem custos, porém, sem rastreio?

        • Nayara, como não sei se o Rafael irá poder responder, vou te dizer minha opinião. Muitas vezes tem barato que sai caro. Especialmente com documentos importantes assim, talvez valha a pena enviar com rastreio. Mas lógico isso fica sempre a seu critério. Abraços!

        • Nayara
          Acho seguro sim
          Só que o que acontece. Pode dar uma zica, tipo uma greve, algo incontrolável, tipo alguém rouba o carro dos correios. E vc perde o documento.
          Por isso, se tiver muita pressa, faça pelo FedEx. Não é tão caro assim
          Bjs

  2. Também fiz com eles todas as minhas traduções. Não tive nenhum problema. Usei as cópias escaneadas que eles mandam por email pra cadastrar no site do CIC, então nem precisa esperar chegarem os originais…

    A tradução dos históricos pro ECA eu pedi que eles fizessem 2 vias. Uma das vias eles enviaram diretamente pro WES, economizando bastante no prazo. Já que nao tive de esperar os documentos chegarem até aqui pra enviar de volta pra lá.

    • Maravilha fazer por eles! Muito mais rápido, eles respondem nossos e-mails imediatamente, não leva um minuto! Não lembramos de pedir para nos enviar por FedEx… Então ainda estamos aguardando pelo correio comum… Minha dúvida é: já que não se envia documento original pra WES, posso imprimir o que a Docsbase enviou digitalizado por e-mail e juntar tudo e enviar pra WES sem precisar esperar chegar os originais, certo?

      • Raissa, como foi o Felipe que escreveu esse post colaborando com nosso blog eu não tenho 100% de certeza para te confirmar! Te aconselho verificar com própria empresa. Eles podem te dar certeza do que é possível ou não. Abraços!

    • Oi Rafael! Mas o WES não pede os históricos em envelope lacrado? Você conseguir enviar a tradução juramentada direto do docbase pra eles e deu certo?
      Obrigado!

      • Alex, já adiantando, O histórico que você vai enviar pro DOCSBASE não é o mesmo que você vai enviar pro WES. O do WES vai se rum novinho recém impresso e que será colocado no envelope lacrado. O para tradução vai ser um antigo. Explicamos tudinho nesse post aqui sobre a WES. Abraços!

  3. Olá Rey, ótimo post!
    Minha única dúvida é sobre quais documentos eu devo traduzir, os originais, ou cópias autenticadas? Quando fiz a minha pesquisa encontrei uma confusão nesse tema, uns dizem que os tradutores carimbam os originais para indicar que a tradução foi feita a partir dali. Aí para evitar que carimbem, por exemplo, o diploma da faculdade, as pessoas fazem uma cópia autenticada, e mandam traduzir essa cópia autenticada, aí o carimbo vai na cópia autenticada. Uma confusão só. rs
    Tem algum conselho sobre essa parte do procedimento de tradução?
    Muito obrigado!

    • Felipe, agradeço o elogio, mas tenho que passar esse crédito para o seu chará Felipe Levra, que escreveu esse texto super maravilhoso! Olha só, até o que eu sei nenhum tradutor juramentado DEVE JAMAIS violar o seu documento oficial com um carimbo. Ele estaria INVALIDANDO o documento original. Eles colocam carimbos na tradução que confirma que você apresentou o documento oficial a ele e ele fez a tradução a partir de um original. Não se faz nada com cópia autenticada no processo do Express Entry ok? Abraços!

    • Felipe, eu nao sei responder exatamente sua pergunta.
      Mas eu sei de 2 coisas:
      1. A primeira, qdo vc manda os documentos pra docsbase, vc NEM CONSEGUE mandar os originais, pois vc precisa escaneá-los e enviar via email com formato PDF, ou seja, vc vai receber de volta, fisicamente, pelo correio aquele mesmo documento, impresso, adicionado do carimbo do tabelião e as devidas certificações oficiais. É este documento recebido pelo correio que vai bonitinho no seu processo.
      2. A segunda é que, no meu processo, por ex, o governo do canadá pede encarecidamente que não mande os documentos originais no processo EXCETO o IELTS, este sim, precisa ser original. Cada tipo de imigração tem uma lista de regras de como os documentos devem ser enviados e em que ordem, consulte a sua. A do meu, por exemplo está neste link: https://www.canada.ca/content/dam/ircc/migration/ircc/english/pdf/kits/forms/imm5784e.pdf

  4. Boa Tarde.

    First of all, Obrigado pelas dicas, com certeza farão muita diferença.

    Porém tenho algumas dúvidas, quais são os documentos necessários para tradução?

    Somente os Diplomas ou existem outros documentos? Poderia auxiliar.?

    Obrigado.

    • Oi Felipe. Realmente as dicas do Felipe Levra estão ótimas. Se você estiver falando sobre documentos para o Express Entry, acho interessante você ler nossos posts sobre como começar. Temos 3 posts que explicam tudo (post 1, post 2, post 3). Depois disso temos post sobre os documentos após o ITA que pode te ajudar também a entender o que precisa ser traduzido. Abraços.

      • Oi Felipe, Ray e Han! Ótimo post! Valeu a dica.

        Fiquei com uma dúvida: os vistos/carimbos no passaporte que não estejam em inglês ou francês precisam ser traduzidos?

        Tenho uns carimbos em espanhol no meu passaporte. Alguém passou por essa experiência?

        Obrigada.

        • Nunca vi um processo de imigração que solicitasse a parte de vistos, normalmente é a parte dos seus dados pessoais, onde aparece a data de expedição e número do documento. E essa parte como já está em inglês, não é necessária traduzir

  5. Boa noite Rey,

    Quando fiz a tradução juramentada do histórico e do diploma, recebi junto com elas os seus respectivos adesivos. Não sei onde esses adesivos com as informações da tradutora e o número do documento traduzido devem ser colocados. Seria nos documentos originais para depois eu tirar uma cópia e enviar para a WES? Ou eu colaria nas cópias que serão enviadas? Muito obrigada pela ajuda!

    • Simone, eu nunca recebi tradução com adesivo não! Acho mais seguro você perguntar para a própria tradutora! Normalmente os selos de autenticação já vem colados. Eu nunca colei NADA em documentos originais. Acredito eu que colar coisas em documentos originais viola a originalidade do documento. Abraços!

      • Oi Rey,

        E os selos de autenticação são colados na versão em português ou inglês? Já colei e descolei não sei quantas vezes esses benditos adesivos! Um medão de mandar algo errado para a WES e ter que fazer tudo de novo.
        Ah, e o envelope que mandou para a WES era dos Correios mesmo ou você pegou um simples? Melhor pegar um que não molhe?
        Obrigada!!

        • Ah, sobre o envelope, eu botei tudo en volta de um plástico e botei num envelope normal. Assim protegeu e eu não gastei uma fortuna em envelope! hehehe Abraços!

  6. Alguns esclarecimentos, que talvez sejam úteis…
    (Sim, sou tradutor juramentado de inglês, em São Paulo.)

    Os tradutores juramentados não são uma máfia.
    Todavia há uma máfia de empresas que se utiliza de tradutores juramentados corruptos para “assinar sem olhar” as traduções que não se sabe quem fez (talvez até o Google).
    Por lei, tradutor juramentado é pessoa física, autônomo. Por isso recomendo entrar em contato diretamente com um de nós, sem recorrer a empresas (que deveriam ter algum lucro para se manter, portanto, se seguissem a lei, sairia mais caro).
    Para isso, mantenho esta lista de links para todas as listas oficiais online de tradutores juramentados no Brasil: http://www.lamensdorf.com.br/duvidas-comuns.html#TJ1BR_04

    O que parece ser uma máfia, é decorrência de os concursos para tradutor juramentado serem feitos a cada 20 anos ou mais em cada estado. Problema do governo, não é culpa nossa; nós apenas passamos nesse exame. Somos menos de 4.000 no Brasil inteiro.

    Tudo isso é regulamentado por um decreto de 1943, que antecede não só a era da informática, mas também a copiadora Xerox! Tentamos contornar dentro do possível, mas no fundo é tudo em papel. Imprimimos os PDFs escaneados que vocês mandam, imprimimos nossas traduções, e escaneamos quando nos pedem. Não havia como proibir coisas que ainda não existiam.

    O preço é tabelado por lauda aplicada à contagem de caracteres na tradução finalizada. É muito difícil fazer uma estimativa antes de traduzir. Alguns de nós fazem OCR para ter uma ideia, mas não há como contar caracteres ornamentais ou manuscritos no original, e o texto de muitos carimbos pode escapar. Além disso, um tradutor consciencioso irá enxugar o que for desnecessário, talvez incluindo uma breve observação a respeito. É um exercício de chutometria, e o chute de cada tradutor pode ser diferente.

    Fazer tradução certificada no Canadá pode ser uma opção, mas o FedEx pode custar uns 250 dólares. É preciso levar isso em conta no cálculo.

    Quanto a fazer em outro estado no Brasil, sim, o preço da tabela varia de estado para estado, e às vezes o tamanho da lauda também. Um problema adicional é a disponibilidade de tradutores juramentados em cada estado. Quase a metade (de todos os idiomas) está em SP, uns 10% no RJ, e o restante está espalhado. Só para ilustrar, há só UM (de inglês) no PI, e UMA (de francês) na PB. Há estados que não têm nenhum. E neste caso entra o Sedex, que chega a custar 60 reais, por exemplo, entre o Nordeste e SP.

    Espero ter ajudado um pouco a esclarecer as coisas.

    • Perfeito. Também sou tradutor juramentado e confirmo tudo o que vc disse. Há bons e maus profissionais em todas as áreas. Tem tradutor que tem preço fixo para cada tipo de documento, sem levar em conta o número de caracteres. Não cobramos o que queremos. Há uma tabela. Mas há tradutores anunciando na internet que fazem melhores preços. Como é possível?

    • José Henrique, que bom ouvir a palavra de um profissional. Mas vc vai me desculpar, mas vou ter de discordar de vc
      Esta área inteira é tomada por uma máfia sim
      Tenho todas as comunicações por email de inúmeros orçamentos, posso compartilhar com todos, se necessário.
      Há sim, por exemplo, autônomo da sua lista que foi responsável por mandar orçamento de 30.000 reais pra mim. Isso quer dizer várias vezes o valor da média orçamentária que eu recebi. Não tem chutômetro. Tem alta demanda e pouca mão de obra, resultando nessa, digamos, anomalia. Brasil sil sil
      Na verdade, essa questão que é um chute é inválida. Todo bom programa de reconhecimento de caracteres diz matematicamente quantos caracteres lá estão. Não tem chute, não tem dificuldade. É uma questão MATEMÁTICA. Não tem essa de rubrica, etc. Está lá, o próprio programa diz. Como muitos de vocês cobram o que quer, aconteceu isso. Agora terão de colher o que plantaram.
      Espero sinceramente que esse esforço das pessoas conhecerem uma alternativa tire bastante din din da sua área e transfira para quem é realmente profissional e responsável

  7. Oi pessoal.. eu pedindo para traduzir meu documento em português, eu não preciso enviar o documento original, somente uma cópia por e-mail? Se for o caso, como eles podem garantir que o documento é oficial?

    Obrigada

    • Olha Vanessa, eu não posso te dizer qual seriam os critérios dos profissionais de tradução juramentada pois não trabalho com isso. Mas 90% deles fazem isso dessa forma e é aceito normalmente. Abraços!

    • Vanessa, se vc envia uma cópia do documento dizendo que é original, quando na verdade não é original, quem vai se ferrar? Vc ou o tradutor? O tradutor não é perito para identificar isso. A responsabilidade é sua. Quando der errado quem não vai cumprir o propósito é vc. O tradutor já recebeu o dele. Pense nisso!!

  8. Rey! Obrigada por compartilhar conosco essa experiência. Pesquisei em varios lugares no rio de Janeiro, e também para a docsbase, que pásmem, me mandou o orçamento em mágicos 9 minutos (!!!!!!!!) e ainda sendo o mesmo valor do orçamento mais barato que encontramos, e com a segurança de ser aceito pelo CIC. Muito obrigada!!!

  9. Minha esposa e eu fizemos todo o processo online para solicitação de Work permit em julho de 2017, para ela com convite e para mim aberto, por ser cônjuge. Apesar de estar escrito em mais de um lugar que precisava traduzir tudo,
    (No site do CIC), em algum momento o pessoal da vsf falou que bao precisava (fizemos o processo direto online). Em resumo, entregamos o histórico acadêmico todo em português, a certidão de união estável e todos os documentos que não eram internacionais sem nenhuma tradução, e não tivemos nenhum problema. Não estou sugerindo que ninguém faça o mesmo, mas só compartilhando que para essa situação específica de Work permit de 1 ano, funcionou assim.

  10. Ola! Obrigada por.compartilhar a experiência. Se nao for incomodo para vc, pode dizer qual valor para cada traduçao juramentada? Estou montando uma planilha para analisar os preços. Grata!

  11. Muito obrigada por compartilharem esta informação.
    Vou fazer um orçamento com esta empresa.
    Até agora tive 3 orçamentos para os mesmos documentos: R$268, R$644 e R$814.

  12. Ótimo post, está ajudando muito, estou cotando em vários lugares, inclusive nesse que você passou do próprio Canadá.
    Um dos tradutores me disse que eu teria que fazer apostilamento, e que isso vai mais uma grana, isso é realmente preciso fazer?

    Agradeço desde já.

    Pedro

    • Que bom que está gostando dos posts Pedro! 😉 Agora não sei o q q esse tradutor quis dizer com apostilamento não. Eu mesma juntei os documentos e mandei tudo por meio de pdf para o CIC. Acho que nesse post aqui eu dou a dica de como juntar todos os pdfs em arquivos. E lógico, eu coloquei capa e índice, mas eu fiz tudo no word mesmo! HAHAHA e só arquivos virtuais, quase nada impresso! Acho que ele estava confundindo com algum outro processo! Abraços!

    • Pedro, antes de 14 de agosto de 2016, estes documentos teriam que passar pelo consulado do país de destino no Brasil. O propósito é atestar que as instituições ou órgãos emissores do documento estão devidamente credenciados e autorizados a fazê-lo. Depois desta data, utilizam o apostilamento da Convenção de Haya. Sem isso seu documento não está legalizado. No entanto, muitas entidades receptoras recebem o documento sem a apostila. Vc tem que verificar. Na dúvida, faça o certo!

  13. Oi Rey, obrigado pelo post.
    Deixa eu adicionar meus 2 cents.
    Tradutor juramentado no Brasil é concursado pela junta comercial de cada estado. No entanto esses tradutores não significam nada internacionalmente nem para o Canadá.
    O que fazem eles fazem – chamando essas traduções de juramentadas – é na verdade outro tipo de tradução, a notorizada, algo que outro tradutor poderia fazer, mesmo sem ser juramentado no Brasil.
    Porém, ao escolherem uma empresa (ou tradutor) do Canadá como fizerem, esse precisa sim ser certificado pela associação da província, como a ATIO aqui no caso de Ontario.
    O que tradutores no Brasil fazem é o que se faz normalmente: explorar o consumidor.
    Minha esposa é tradutora há 15 anos, então conhecemos bem esse mercado.
    Qualquer coisa dá um alô aqui em Kitchener.
    Abraço e sucesso na jornada.

  14. Adorei a dica. A única observação que tenho é que não é uma “pequena taxa” adicional o FedEx. Pra mim foi CAD 89.00. Mesmo assim, ainda é mais barato e melhor que qualquer tradutor juramentado no Brasil. Não tenho pressa pelos documentos mas pedi FedEx para garantir que eles não vão ser extraviados.

  15. Rey, você precisou do ORIGINAL de alguma dessas traduções em algum momento do processo? Seja antes ou depois que receberam o ITA, ou até mesmo pra finalizar o visto? Ou jamais nenhum original de tradução juramentada foi pedido, só copia?

    Eu entendo que pro WES fazer o ECA basta cópia, porém não tenho certeza se em algum momento depois vou precisar apresentar alguma tradução original pra alguém (seja de certificados ou de contas de banco, documentos ou anything).

    • Amorim, a gente precisa usar os originais da tradução para escanear e mandar para o CIC. Pode ser que quando você faça seu landing alguém peça mas no nosso caso não pediram para ver os papéis mesmo. Mas como você manda para o governo Canadense, eles tem o direito a qualquer momento de pedir para ver esses documentos originais. Abraços!

  16. QUE TEXTO EXCELENTE!!!
    Nem imaginava que precisaria passar por isso.
    A única parte ruim (não do texto): constatar que TUDO, no Brasil, se torna uma máfia.
    Meu Deus!
    Obrigado por compartilhar e muito obrigado ao autor!

  17. Eu estou atualmente exatamente nessa fase das traduções juramentadas para fazer o ECA primeiramente né.

    Tenho 2 dúvidas. Uma tradução juramentada do Brasil serve para a imigração? Ou tem que ser um tradutor certificado do Canada?

    A outra dúvida é quanto ao documento de identidade. Eu posso traduzir os RGs (meu e da minha esposa) e Certidão de casamento, ou tem que ser as Certidões de Nascimento e a Certidão de casamento? Porque ouvi dizer que TEM QUE SER as Certidões de Nascimento…

    • Bruno, tradução juramentada serve sim! No caso eles utilizam o passaporte para comprovar a identidade. RG não serve internacionalmente né? Meu marido precisou da certidão de nascimento com averbação por que ele mudou de nome, mas não foi devido ao casamento que ocorreu mudança de nome, foi outra situação. Quem muda de nome devido a casamento apresenta a certidão de casamento que consta a mudança se não me engano. Eu por exemplo, que nunca mudei de nome, nem precisei da certidão de nascimento até hoje. Só fiz para garantir e ter uma versão em inglês por segurança. Abraços!

  18. Ray, tudo bem?
    Uma dúvida: no caso da tradução juramentada ser feita aqui no Brasil, você sabe se é obrigatório fazer o apostilamento?
    Muito obrigada!

    • Tatiana, nem sei o que é apostilamento. Já ouvi dessa lenda aí de outro leitor. Tem gente querendo ganhar dinheiro em cima de QUALQUER COISA viu?! A gente manda todos os arquivos em formato pdf online. Não tem por que fazer apostilamento de nada. Só para você perder tempo separando cada folha para escanear e fazer um aquivo em pdf. Use o smallpdf.com para juntar seus arquivos e pronto! Abraços!

      • Oi Ray! Pelas minhas pesquisas, o apostilamento é um certificado de autenticidade que é colocado nos documentos (diplomas, certidões, etc) para atestar sua origem (assinatura, cargo do agente público que traduziu, entre outros). Este processo foi implantado pelo governo em 2016 para “desburocratizar” a legalização de documentos, e vale para os países que fazem parte da Convenção de Haia.
        Acabei de olhar no site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Canadá não faz parte da convenção… (já os EUA, sim). Fica a informação caso outros tenham dúvidas 😉
        Ufa!!! Uma coisa a menos, um custo a menos, né?!! hehehe
        Bora fazer as traduções juramentadas SEM apostilamento!!
        Beijos

  19. Gente muito obrigada pelas informações, estavamos em busca de tradutor juramentado, chegamos a fazer uma primeira traduçao dos diplomas do meu marido e o valor foi alto e decidimos procurar outros p fazer o meu e achamos esse post, entramos em contato com eles que foram super rapidos, o orcamento ficou bem abaixo do que pagamos aqui mas antes de fechar com eles eu so queria tirar uma duvida. Mesmo sendo reconhecido pelo CIC, os documentos foram validos mesmo a gente fazendo todo o processo aqui pelo Brasil e as traducoes serem do canada? Tudo ok? Alguem que ja finalizou o processo pode nos dizer se deu tudo certo? Desde ja obrigada.

    • Sandy, várias pessoas já utilizaram os serviços deles sim. Nós particularmente não usamos mas eles tem relatos de clientes no Brasil. E acredito que por ser uma empresa canadense não tem por que haver nenhum problema. Abraços!

  20. Oi Rey, eu de novo por aqui!
    Estou voltando pra compartilhar minha experiência. Fiz o orçamento de tradução com a Docsbase e mais outros dois tradutores no Brasil. A Docbase de fato tem um preço bem acessível, entretanto, em função da taxa de envio para o Brasil e a super alta do dólar neste momento, pra nós acabou não compensando na conversão. Acabei encontrando a Fast Translation, uma empresa de tradução juramentada (indicada em outro blog) que promete entregar em tempo recorde com preço bom. Contratei os serviços e adorei! Realmente traduziram super rápido e com um preço excelente (menor que na Docbase). Eles são uma start up, localizados dentro de um co-working na Al. Santos em São Paulo, e acho que esse custo menor de infraestrutura possibilita que tenham preços bastante atraentes. O serviço foi dez, então estou deixando a dica pra quem quiser conhecer.
    Beijos e muito obrigada como sempre pelo blog incrível!

    • Obrigada Tatiana! Adorei seu relato! Se você quiser escrever um post mais detalhado sobre o caso e compartilhar conosco vai ser um prazer! Nesse post aqui já temos 52 comentários e muitas vezes as pessoas não visualizam. Como nós só postamos nosso próprios relatos ou relatos de leitores, o melhor seria ter o seu relato para postar oficialmente assim fica fácil de qualquer um encontrar! Abraços!

  21. Fiz a tradução dos meus documentos com o Docbase e gostei do resultado. Eles foram bem rápidos em responder os emails e enviar os docs prontos por correio. Gostaria de tirar a seguinte dúvida: Quando a tradução chega, ela vem literalmente amarrada com um laço às cópias dos “originais” que enviei por email para eles traduzirem. Eu preciso escanear essas cópias também para enviar pro CIC ou apenas as traduções? Pergunto isso pois já tenho escaneado os originais, então esses ficariam duplicados. Não sei se consegui ser claro. Abraço e parabéns pelo conteúdo do canal. Tem me ajudado demais.

    • Igor, tem que ter o original, porém o original impresso deles não é a mesma coisa que o seu pdf online? Se for não tem por que fazer outro pdf de algo que já está feito. Deu para entender? O importante é ter o original e a tradução nos documentos. Abraços!

  22. Olá Rey e galera do Blog.
    Me chamo Allan Ávila e sou o proprietário da Fast Translation. Achei muito interessante seu post sobre o assunto e fiquei muito feliz com o comentário da nossa cliente Tatiana. Realmente entramos no mercado para inovar no assunto tradução juramentada.
    Há um grande equivoco na interpretação de como e quanto cobrar uma tradução juramentada. Infelizmente a Junta Comercial abre concurso somente a cada 30 anos para novos tradutores e os clientes ficavam na mão dos tradutores para fazer os orçamentos. Não dá! É bem complicado fazer uma contagem de laudas (que é um conjunto de 1 mil caracteres sem espaço, não uma folha) ainda mais para um tradutor de 70 ou 80 anos de idade. Caso eu possa, adoraria ter a oportunidade de explicar mais para o seu pessoal o que é, como é cobrado e como funciona a tradução juramentada. Temos a certeza que nossa tabela de preço e nosso prazo é bem mais atrativo que uma agência do exterior por cobrarmos em reais. Além disso, uma tradução juramentada feita no Brasil pode ser apresentada em N países diferentes pois ela não tem data de validade. De qualquer forma, parabéns pelo BLOG está excelente. Um abraço!

    • O que nós brasileiros mais queremos é isso Allan, concorrência, justa e imparcial.
      profissionalismo e qualidade
      concordo em genero numero e grau sobre a idade de 70,80 anos desses caras
      porém discordo sobre a dificuldade
      trabalho na área e os softwares de reconhecimento de caracteres são bem precisos. é uma questão matemática. Não tem essa de dificuldade, não.
      obrigado por apresentar seus serviços!
      porém, a docsbase foi a que me atendeu melhor até agora.
      abs e sucesso

  23. Olá, primeiramente gostaria de agradecer pelas preciosas informações. Fizemos o profile na sexta feira passada e agora estamos esperando nosso ITA.

    Para variar, estou passando pela luta do proof of funds e de requerer as cartas do banco. Uma coisa que eu fiquei curiosa em saber foi quanto vocês gastaram para traduzir os documentos referente ao proof of funds? Vi em outros blogs que uma pessoa chegou a gastar 2 mil reais com isso. Vocês também gastaram algo nessa ordem de grandeza?

    Ficaria grata se pudesse nos dar ao menos uma estimativa.

    Obrigada

  24. Olá!
    Meu marido e eu também estamos em processo para aplicar pro Canadá, mas para Quebec. Achei muito bom seu post sobre as traduções e gostaria de saber se vocês sabem se este lugar faz traduções para o francês também. Ou se vocês sabem de outro que o faça?
    Desde Já, obrigada!

  25. Bom dia Felipe, também me chamo Felipe e trabalho no ramo de traduções. Entendo os problemas relacionados a tradução juramentada que enfrentamos aqui no Brasil, ora pelos altos valores, prazos extensos, falta de profissionais entre outros problemas. Tenho clientes finais (Pessoa física) e intermediários (Empresas de Rolocation) que fazem os processos de estrangeiros diariamente. Gosto do meu trabalho e ao longo de 4 anos no ramo já ajudei diversas pessoas com os processos de expatriação. Pelo que vi no seu post, você já conseguiu fazer todo processo de tradução pelo canada, mas caso necessário, pode me chamar que esclareço alguma dúvida sua ou de quem precise sobre o assunto de traduções.

    • Felipe, agradecemos o comentário. O Felipe que escreveu esse post, raramente vem aqui ver os comentários. Por motivos de privacidade retirei algumas informações pessoais do seu post. Agradeço a predisposição em ajudar a comunidade. Como seu email está cadastrado aqui se alguém comentar abaixo do seu comentário você irá receber uma notificação ok? Abraços.

  26. Eu estou extremamente feliz por ter encontrado blog de vocês!
    Sucesso e muita vibração positiva à vocês, e IMENSA gratidão por compartilhar tanto conteúdo rico em informação.
    Em breve estarei embarcando na minha jornada rumo ao Canada, espero um dia encontra-los para uma conversa nerd.

    • Ei Lelis! Que bom que nosso blog está sendo legal para você! Adoramos encontrar e conhecer pessoas novas sempre e para conversa nerd então nem se fala! HEHEHEH Nos vemos no Canadá!

  27. Antes de tudo, eu amei o blog de vocês. Foi o mais completo até agora, e está me ajudando demais, muito obrigada <3
    No momento eu tenho uma dúvida…pode enviar o certificado digital do diploma ? Pois eu vou me formar agora no primeiro semestre, e o diploma demora 6 meses para chegar 🙁 mas eles deixam o certificado digital disponível bem antes. Alguém já fez assim ?

    Muito obrigada!

    • Bruna, tudo bom? Agradeço demais os elogios! OBRIGADA! Sobre a sua dúvida, é melhor sempre consultar a empresa que irá fazer o seu ECA. Eu não posso te guiar quanto a isso pois os critérios mudam de ano para ano e não tenho como te confirmar isso. Tire as dúvidas com a empresa que fará ECA e aí sim você pode ter certeza do que enviar para tradução ok? Boa sorte!!!

  28. Uma dúvida,

    Posso levar os documentos em uma visita ao Canada e fazer a tradução pessoalmente?

    Como vou iniciar como turismo, acredito que o tempo que fico turistando terei os documentos em mãos.

    • Fernando, tudo bom? Olha, eu não sei te repsonder isso! Acho que o ideal seria mandar um e-mail para a DOCSBASE e perguntar. Boa sorte! Abraços!

  29. Pessoal muito obrigado pelas publicações, me ajudaram muito! Não só este sobre tradução Juramentada mas também sobre a WES. No meu caso estou aplicando para Professional License nos EUA e precisava das mesmas coisa via WES.
    Acabei de contratar a DocsBase, no meu caso a diferença foi de 1/3 do valor das traduções no Brasil.
    Obrigado!!

  30. Em primeiro lugar, gostaria de agradecer vocês pelo conteúdo tão bom do blog, especialmente o dessa entrada.

    Eu sou estrangeiro e moro no Brasil há dois anos. Estou fazendo os trâmites para o meu visto de estudante e o de trabalho da minha esposa. Pedi vários orçamentos para traduzir nosso certidão de casamento do Espanhol para o Inglês. A maioria dos orçamentos da tradução juramentada passava dos 400 reais. Cheguei a receber um orçamento da empresa Alpha Traduções por 1900 reais de um tradutor que disse que precisava fazer duas traduções obrigatóriamente: uma do Espanhol pro Português e mais uma do Português para o Inglés. Quando perguntei o por quê das duas traduções, a empresa afirmou que não existe nenhum tradutor no Brasil que faça a tradução do Espanhol pro Inglés diretamente. Esses caras são uns ladrões.

    Pedi o orçamento à Docsbase e, como esperado, foi a opção mais barata e os que responderam mais rápido. Agora estou aguardando minhas traduções. Desejo a todos muita sorte no processo.

    abraços

    • Kristian, que bom que esse post te ajudou a economizar nessa jornada que é bem custosa! Fico muito feliz! Se precisarem de apoio para estudar para o IELTS academic ou para o TOEFL contem com a gente viu? Abraços!

  31. Pessoal, muito interessante esta discussao sobre traducao juramentada. Terminei a traducao de quase todos os meus documentos. Fiz pela Fast Translation e recomendo. Tenho uma duvida. Para o envio dos documentos pos ITA, entendo que devemos enviar uma copia escaneada dos originais e das traducoes juramentadas. Minha duvida, os originais devem ter o carimbo do tradutor?

    • Ale, você deveria perguntar pro tradutor, mas que eu saiba qualquer tipo de carimbo ou alteração em documentos originais é considerado violação do documento. A WES responde muito bem os chats no facebook. Recomendo perguntar para eles, não temos como acompanhar mudanças nessas nuances. Abraços!

Deixe uma resposta para José Henrique Lamensdorf Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui