Se você está montando ou concretizando seu Plano Canadá, certamente já se pegou imaginando como vai ser o seu dia a dia no True North. Quando esse exercício chega no quesito “moradia”, vêm também as dúvidas: quais são as opções de imóveis disponíveis pra morar no Canadá? Existe diferença entre alugar no Brasil e em solo canadense?

Embora existam diversas semelhanças, há algumas particularidades a serem levadas em conta. Hoje vamos tirar essas dúvidas e explicar melhor como funciona essa coisa de moradia no Canadá.

Tipos de imóveis pra morar no Canadá

Apartments

Uma das primeiras diferenças que chamam a atenção é que os apartamentos são classificados entre apartments e condos. No primeiro caso, todas as unidades de um prédio pertencem a um único proprietário (em geral, uma imobiliária). O senhorio (landlord) de cada inquilino (tenant) é uma empresa. Já no segundo, os famosos condos, um indivíduo é proprietário de cada unidade. Ele se torna o landlord, enquanto as questões coletivas do prédio ficam por conta de uma associação dirigida por um comitê.

Na prática, isso significa que você vai lidar com a imobiliária pra resolver qualquer assunto do dia-a-dia no caso de um apartment. No caso do condo, vai lidar direto com o proprietário, o que pode ter prós e contras. As empresas costumam ser mais estruturadas e ter protocolos rígidos.

Já o proprietário individual pode ser mais flexível nas negociações, mas também há sempre o risco de encontrar um landlord intrometido ou pouco atencioso. Em um condo, você também pode ser pego de surpresa com a notícia de que seu landlord quer vender o imóvel! Aí você precisa encontrar outro lugar pra morar, URGENTE.

Estrutura interna

tirando neve e caindo
Pelo menos esse perrengue aí você não passa! HAAHAH

Já em relação à estrutura interna, temos algumas opções. Um apartamento pode ser um bachelor, também chamado de studio (nosso famoso conjugado/quitinete, quando não há divisão entre sala e quarto).


Temos também um apartamento tradicional, com todos os cômodos divididos. Uma vantagem dos apartamentos em relação a outros tipos de imóveis é a comodidade de não ter que se preocupar com tarefas como retirar a neve da calçada durante o inverno!

Acredite faz toda a diferença!!!

Basements

No Canadá, muitas vezes, os proprietários reformam o porão de casa pra transformá-lo em um apartamento individual. Ele pode ter entrada independente ou não. Os basements num geral costumam ser opções mais baratas. O que é um dos poucos pontos positivos.

No lado negativo, eles geralmente têm menos iluminação natural (já que as janelas são pequenas e começam na altura da rua), a umidade é alta e o aquecimento tem que ser reforçado pra evitar que a casa fique fria.

Basements também costumam ter o teto baixo. Ou seja, quem tem mais de 1,70m pode se pegar com galo na testa dia sim, dia não. Aqui, toda a sua negociação será feita com o proprietário da casa, seu landlord;

Houses

Ao morar no Canadá, casas costumam ser a opção mais espaçosa e confortável pra famílias grandes. Mas são a opção de custo mais alto e com maior tempo de manutenção. Por exemplo, a retirada diária da neve durante o inverno. Por praticidade, muitos moradores decidem pagar um valor pré-definido pra que terceiros façam esse serviço durante a estação.

Enquanto é mais comum encontrar a estrutura de condos pra apartamentos, também existem condomínios de casas que funcionam da mesma forma. Nesse caso, pode haver vantagens como retirada diária da neve por funcionários. Além de acesso a áreas coletivas de recreação e segurança privada. Mas podem existir regras particulares sobre número de animais de estimação por residência e locais onde é permitido fumar, por exemplo.

Tipos de Casas

As casas também podem ser de três tipos: detached, semi-detached e townhouse. Uma detached house é completamente independente das casas vizinhas, sem paredes ou acesso de veículos (driveway) compartilhados. Isso confere a ela mais privacidade em relação às demais opções.

Já uma semi-detached house tem uma de suas paredes em comum com a casa vizinha, sendo geralmente um “espelho” dela (por exemplo, se em uma casa essa parede fica na cozinha, ela fica no mesmo cômodo da outra). As townhouses, por sua vez, são fileiras de casas encostadas uma à outra, em geral com dois andares ou mais, conectadas dos dois lados às casas vizinhas.

Também é comum encontrar casas em que cada andar (incluindo o basement) foi transformado em uma unidade independente, cada uma com seus moradores, podendo dividir o acesso à entrada e a espaços como lavanderia.

Pra quem vem morar no Canadá mas está com o orçamento apertado, dividir apartamento ou casa com outras pessoas também pode ser uma solução, especialmente pra quem vem sozinho. As desvantagens são os eventuais conflitos, a alta rotatividade de moradores (o que pode trazer custos variáveis) e uma menor privacidade.

Uma outra opção é a sublocação (sublet), que é quando o inquilino “herda” o contrato do morador anterior. Enquanto essa pode ser uma opção com bom custo-benefício, é importante checar se essa negociação é aprovada pelo proprietário e avaliar seu nível de dependência em relação ao locatário original.

E dentro de casa, o que muda?

relaxando na banheira
Vai relaxar na sua banheira em casa? Mal vai caber você ok?! #ficaadica

Um dos pontos que mais chamam a atenção ao entrar numa casa ou em um apartamento canadense é a banheira. Ao contrário do Brasil, banheiro com box é raro. Blindex, então, é luxo. Na maioria das vezes, tem uma cortininha e olhe lá.

Ralo e tanque de lavar roupa são outros dois itens que não fazem parte da arquitetura daqui. E como faz pra lavar tênis e pano de chão? Acertou: é na banheira mesmo. Área de serviço, aliás, também é incomum em apartamentos: caso você precise secar algo no varal, o negócio é estender a roupa em outro cômodo.

Uma outra diferença de morar no Canadá é que é muito mais frequente usar luminárias pra iluminar os cômodos do que luz no teto. Muitas vezes, quartos e salas sequer têm luz no teto. Fogão com chama também é raridade: o mais comum é ter fogão elétrico ou de indução, em que as bocas se aquecem por meio de uma resistência elétrica.

O que é responsabilidade minha e o que é por conta do landlord?

Diferente do Brasil, pra morar no Canadá em geral o inquilino não precisa pintar o imóvel, a não ser que mude a cor original. Guarda-roupa (closet), armários de cozinha e banheiro (cabinets) e eletrodomésticos (appliances) básicos, como geladeira e fogão, já vêm no imóvel. #salvandoseubolso

Em apartamentos, no entanto, não é comum haver espaço interno pra lavanderia. Os moradores costumam usar um espaço coletivo, equipado com máquinas de lavar e secadoras pagas por uso. Pode não ser o mais higiênico, mas é o que tá tendo. ¯\_(ツ)_/¯

Na maioria dos casos, consertos elétricos, de encanamento e outros reparos simples são de responsabilidade do proprietário. Aliás, por mais estranho que pareça, uma outra diferença de morar no Canadá é que o landlord pode entrar na sua casa mesmo enquanto você não estiver lá. Lógico, pra fazer reparos ou vistorias, por exemplo, precisando apenas avisar com antecedência.

Que outros gastos eu devo considerar ao morar no Canadá?

Quem aluga uma casa ou apartamento geralmente não paga taxa de condomínio: tudo o que você precisa pagar mensalmente já vem no aluguel. Um ponto essencial, porém, está nos serviços básicos (utilities) que podem estar incluídos ou não nesse valor, como:

  1. Aquecimento (heating): caso não seja incluso, é importante verificar o tipo de aquecimento no imóvel. Pode ser elétrico, por água quente ou por ar forçado, que inclui gás natural, óleo ou propano. O custo médio a ser pago no inverno varia pelo tipo. Muitas vezes um aluguel que parece mais barato sai mais caro no final por causa disso.
  2. Energia (hydro): eu sei, é estranho, mas os canadenses chamam a conta de energia de hydro! Tem a ver com o fato de grande parte da energia vir de hidrelétricas.
  3. Água (water): vai depender do prédio e do local. Em Vancouver normalmente está incluso no aluguel por exemplo.

Além desses custos, um outro valor a ser incluído nas contas é o seguro mensal (tenant insurance), que o inquilino deve contratar por conta própria e que protege o morador em caso de danos ao imóvel, a seus bens particulares e ao condomínio. Os requisitos mínimos pra apólice vêm descritos no contrato de aluguel.

O que mais eu devo saber?

nada melhor que a nossa casa
Home is where the heart is! #OZ

Antes de sair à busca de um cantinho pra chamar de seu, se familiarize com os seus direitos e deveres ao assinar um contrato de aluguel (lease).

Afinal, nem sempre o que é exigido pelo landlord ou aparece num contrato é legal. Caso precise de orientação, busque as organizações da sua cidade que oferecem apoio a moradores ou o Landlord and Tenant Board da sua região.

Alguns fatores também podem levar a uma demora até que um recém-chegado encontre o lugar ideal pra morar no Canadá.

Fatores considerados no aluguel

O primeiro deles é a alta concorrência, alto custo e baixo número de imóveis vagos em algumas cidades. Um exemplo seria Vancouver, que tem um fluxo mais preciso que a Giovanna detalhou aqui.

Outro é que newcomers geralmente chegam sem emprego ou credit history (não sabe o que é isso? Leia esse post aqui). Por causa disso, é comum que landlords façam exigências ilegais aos candidatos. Uma delas é pedir vários meses de aluguel adiantados.

Aqueles que têm animais de estimação também devem estar preparados!!! Sim o número de opções pet friendly é menor. Existe também uma possível limitação do número de animais por imóvel. E até taxa cobrada por bicho.

Onde procurar?

A busca de apartamentos pra morar no Canadá acontece principalmente em sites como Craigslist, Kijiji, Rentals e Walkscore. Existem também corretores de imóveis e brasileiros que oferecem suporte na busca e negociação de contratos de aluguel pra quem está vindo. No Canadá, os aluguéis costumam começar no dia 1º de cada mês. Isso também deve ser considerado ao reservar sua hospedagem pras primeiras semanas.

Por isso, pra aumentar as chances de sucesso, quem está vindo morar no Canadá já deve chegar com o dever de casa feito!!! Saiba a média de preços de aluguel na cidade e nos bairros de interesse. Defina o que você quer ou não em um imóvel. E tenha local pra ficar por um tempo até achar o lugar ideal.

Com todas as dicas, acho que você já está pronto pra começar a procurar seu lar, doce lar canadense. We’ll see you in Canada!