Esse post surgiu como a maioria dos outros devido a nossa experiência com médicos especialistas no Canadá. Muita gente já ouviu falar sobre as dificuldades de conseguir agendar um especialista. Mas será que é assim mesmo?

Vou contar hoje o meu caso super especial em que precisei ir a um a alguns especialistas. E olha que eu NUNCA imaginei que isso iria acontecer comigo tão cedo. Tô contando com aquele carinho e estímulo de vocês nos comentários ein!

É só o sol… vai passar logo

Bem, meu relato começa num final de semana maravilhoso que tivemos agora no verão. Para quem segue a gente no instagram, talvez se lembre do nosso dia de domingo em Harrison Hot Springs. Aquilo lá foi MA-RA-VI-LHO-SO.

Foi um dia bem típico de verão canadense. O sol saiu cedo e se pôs somente lá para umas 10 da noite. Ou seja, pegamos muito sol na cachola o dia inteiro. Tanto na ida (mas aí o sol tava nas costas), quanto no retorno de carro, que o sol ficava BEM NA NOSSA CARA! hehehe

Tipo assim! BEM DESSE JEITO!

E nesse dia também ficamos 2 horas no water park de Harrison. Nesse parque tem muita coisa de escorregar, e subir e se jogar, e tal. Com medo de perder os óculos escuros no fundo do lago, eu deixei eles lá no locker em terra firme.

Durante a volta eu estava um pouco incomodada com a posição do sol, mas estava ok e eu estava de óculos. Chegamos em casa mortinhos da silva nesse domingo e fomos dormir.



No dia seguinte, logo que cheguei no trabalho, notei que bem na cara dos meus alunos tinha uma mancha. Parecia uma mancha do sol que eu tinha pegado. Ficou me incomodando e eu lembro que eu comentei com os alunos pois eu estava piscando e fechando muito o olho com força e percebi que eles estavam achando estranho.

Essa foi até uma sorte, pois por causa disso eu sei exatamente o dia que isso começou a me incomodar. Mas na hora mesmo eu pensei, é só o sol, vai passar logo. E passei a semana com aquilo, mas esperando que fosse passar.

Duas semanas? Ah não…

No final de semana seguinte nós fomos para Seattle e foi um excelente passeio. Quem segue a gente no insta acompanhou as stories e nosso passeio ao vivo. Porém o tal do círculo tava lá me enchendo o saco. Comentei com o Han e falei que achava que se não melhorasse logo eu deveria ir ao médico.

Bem, não melhorou e na quarta-feira seguinte (1 de Agosto) eu fui no meu family doctor. Comecei a explicar, que tinha um círculo no centro da minha visão, e que era só no olho direito e tal. Ele apagou todas as luzes, e começou a analisar meus olhos.

Queria que fosse só com esse maquinário aí… mas nem foi!

Depois de alguns bons minutos jogando luz forte e olhando num aparelhinho bem daqueles básicos, ele falou: “quero que você vá no especialista hoje ou amanhã”. Eu GELEI, AMIGOS!

Aqui no Canadá, eles só mandam a gente para o especialista se eles acreditam ser realmente algo além do alcance deles. E mesmo assim, muitas vezes você fica semanas ou meses na fila para uma consulta. Ou seja, ele estava me pedindo para ir com urgência, e eu pensei logo que devia ser bem sério.

Para essa situação de agendamento com urgência o processo funciona da seguinte forma: o médico de família manda um e-mail direto para o médico especialista explicando o por quê da urgência. A secretária do meu médico de família ficou encarregada de ligar para o consultório deles e agendar um horário e me informar.

Isso significa que você não escolhe o dia e muito menos o horário que será atendido pelo especialista. Pois bem, do tempo que eu sai da consulta até a hora que eu estava chegando em casa já tinha rolado toda a comunicação e eu já tinha horário bem cedo no dia seguinta na oftalmologista.

Foi uma noite daquelas de ansiedade e tentando me acalmar para não consultar o google. Que como todos sabem sempre fala que é câncer hahaha.

Consultando a oftalmo

Na manhã seguinte, estávamos o Han e eu cedinho no consultório. Fiz um monte de testes. Teste de visão daqueles de dizer as letras, mas aqui é numa maquininha e você diz as letras olhando com um dos olhos só de cada vez. Depois mediram a pressão do meu olho e aí vieram os dilatadores.

Depois disso, falei com a médica, mas foi começar o relato do círculo na visão que ela abriu um sorriso e falou que iriam tirar outras fotos. Começaram a tirar umas fotos diferenciadas lá que eu nunca havia feito antes. Fotos do fundo do olho, ou seja, da retina. Foram alguns exames.

Depois voltei para realmente falar com a médica e receber meu diagnóstico. Para quem é médico talvez até já saiba o que é, visto que parece que isso é bem comum. O negócio que deu no meu olho direito chama coriorretinopatia serosa central.

Essa doença gera uma mancha acinzentada ou ponto preto na região central da visão com presença às vezes da sensação que os objetos estão tortos. Estes sintomas são gerados pelo descolamento de retina que a doença gera.

Não é tão sério no princípio mas precisa de acompanhamento, especialmente pelo descolamento da retina. Meus exames desse dia eram iguaizinhos as imagens abaixo.

Depois de me dar o diagnóstico, a médica me disse das duas prováveis causas: corticóides ou stress.

Ela disse que pessoas que são muito exigentes (aqui eles chamam de type A personality) costumam ter esse problema com mais frequência.

Diante do diagnóstico, eles marcaram um angiograma para identificar o ponto específico na retina acometido por essa doença.

Angiograma e a consulta com o especialista em retina

Eu fiz o angiograma duas semanas depois dessa consulta com a oftalmologista. E duas semanas depois do angiograma, tive uma consulta com o especialista em retina.

Aqui no Canadá você não recebe seus exames em mãos, nem resultados de laudos. Fica tudo no sistema dos seus médicos que se comunicam entre eles. Então eu não tenho nenhuma das fotos acima, nem o resultado do angiograma, nem os laudos em papel. É tudo dito e só.

O especialista em retina somente repetiu o que a minha oftalmologista já havia dito. Reforçou a pergunta sobre corticóides e me proibiu de utilizar qualquer um deles. Devo confessar que no passado eu usei sim muita predinisona.

No caso dessa “doença” é muito comum de tudo voltar ao normal em 3 a 4 meses. Eu realmente espero que isso aconteça, e é o que o especialista está torcendo para acontecer, mas ele já adiantou que se precisar irá realizar o tratamento, que pode envolver laser. Mas isso são cenas dos próximos capítulos. E eu só sei dos laser por que pesquisei no google. #câncernão

Aqui no Canadá eles não te falam um passo a frente do seu tratamento atual. Num geral eu acho isso bem sensato, pois evita maiores preocupações. Também achei muito eficiente o sistema de encaminhamento até os médicos especialistas e deu para perceber que se você tiver um bom médico de família e a coisa for séria, você será atendido EXTREMAMENTE rápido.

E agora?

Agora eu estou procurando de todas as formas reduzir meus níveis de estresse. Rola um headspace (app de meditação) toda noite e uns suplementos vitamínicos que prometem ajudar a reduzir os níveis de cortisol.

Eu e Han percebemos que com o sucesso do blog+cursos+alunos particulares somado ao fato de ter um emprego full time, eu estava me estressando muito para dar conta de tudo. Eu nos últimos meses trabalhei mais e por mais horas todos os dias que eu trabalhava no Brasil.

Então se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que me demito! HAHAHA Calma, gente, não é do blog! E nem dos cursos! E nem das aulas particulares! É do meu emprego full time mesmo!

O pessoal da escola que eu trabalho ficou triste de perder uma excelente professora (não tô me gabando, mas as palavras exatas do meu chefe foram “you are a rock star” JURO), mas eu sei que no momento essa é a escolha certa para mim.

Por isso decidimos juntos que o ideal seria focar no meu negócio pessoal, que são os nossos cursos online e os serviços de aulas particulares. Por enquanto, a agenda de aulas particulares vai ficar a mesma para que todos os cursos online consigam realmente sair até o final desse ano! #agoravai #cursosfulltime

Agenda e Eventos

Para quem estava achando que era por isso que a agenda de aulas particulares não tinha quase horários em Outubro, já te digo que não é! É que em Outubro nós vamos fazer uma visita ao Brasil. Isso mesmo!

E já demos uma investigada e parece que tem um bom número de pessoas interessadas em bater um papo ao vivo com a gente no Rio de Janeiro. Se você tiver interesse marque já a sua presença no evento do Facebook.

Precisamos decidir o melhor dia e definir o local certinho com todos os interessados. E lógico saber a quantidade de pessoas que gostariam de encontrar conosco, para definir o tamanho do local também. Mesmo que tenhamos só 5 pessoas vamos marcar um dia nem que seja num boteco ok?

WE LOVE CANADAEntão entra lá no evento e começa essa conversa com a gente!

E nos vemos no Canadá (ou quem sabe no Rio de Janeiro)!