Aprender inglês

“Esse ano eu vou aprender inglês de uma vez por todas.” Se esse é o seu objetivo, parabéns! Estudar é o melhor investimento que você pode fazer e nunca é tarde pra começar. Ainda mais quando o assunto é estudar um idioma tão presente na nossa vida e que abre tantas portas.

Pois bem: hoje a gente vai dar as dicas essenciais para quem quer aprender inglês do zero ou retomar os estudos. Isso mesmo, porque o que não falta nesse Brasilzão é gente que já tentou estudar inglês em vários momentos durante a vida, acabou parando por algum motivo e às vezes até se traumatizou com o idioma. Se esse é o seu caso, quem sabe agora não é o momento ideal para botar esse plano em prática?

Aliás, se você está aqui no blog, provavelmente é porque uma dessas portas que você quer abrir é a da imigração para o Canadá, país majoritariamente anglófono. Ué, mas e o francês? Sim, como você talvez já saiba, o Canadá é um país bilíngue, com inglês e francês como idiomas oficiais. Segundo o Censo 2016, porém, apenas 17.9% dos canadenses é bilíngue (caso você queira saber mais sobre o francês no Canadá, falamos mais sobre esse assunto aqui).

Além disso, só 22.8% falam francês, enquanto uma porcentagem muito maior, de 75.4%, fala inglês. Considerando ainda que a presença francófona se concentra em duas províncias – Québec e New Brunswick – a conclusão é: se você quer viver no Canadá, o inglês vai ser muito importante na sua vida. E, seja você iniciante ou não, aprender inglês tendo apoio dessa listinha que a gente indica aqui vai fazer toda a diferença.

Seu kit básico para aprender inglês

1- Descubra o seu nível

Sabe aquela história de que conhecimento é poder? Pois não existe verdade maior e quando a gente está falando de autoconhecimento, ela é mais real ainda. Para saber onde você quer chegar, é importante saber primeiro de onde você está partindo. Por isso, se você sonha em atingir a fluência no inglês, conhecer seu nível atual é o primeiro passo.

“Ah, mas eu já fiz o nivelamento do curso de inglês e deu nível X”. Porém, como eu conto nesse vídeo aí embaixo, a maioria dos cursos no Brasil não utiliza o nivelamento apropriado com os padrões internacionais, o Common European Framework of Reference for Languages (CEFR).


Isso faz com que muitas vezes o aluno não tenha noção do seu nível verdadeiro. Mas calma que a gente tem a solução: no nosso site, você encontra um teste de nível gratuito que vai ser super útil para definir seu plano de estudos.

Separe alguns minutos para fazer o teste com calma e não trapaceie. Se você não sabe alguma coisa, nada de procurar na internet. Já que a intenção é descobrir seu nível real de inglês, saber quais são os seus pontos fracos e pontos fortes vai te ajudar também a saber no que focar daqui pra frente.

2- Dicionário

Se ele já salva a nossa vida em português, imagina na hora de aprender inglês. Em vez de apenas perguntar para alguém, habitue-se a pesquisar o significado das palavras em um dicionário, seja em papel ou virtual, de preferência inglês-inglês. Mas como assim? Embora seja tentador encontrar de cara a tradução das palavras em português, usar um dicionário que traga as explicações em inglês é uma excelente oportunidade para desenvolver seu vocabulário.

Os dicionários de Cambridge, como o Cambridge Essential English Dictionary e o Cambridge Learner’s Dictionary são ótimas opções. Se você prefere a versão online, o site do dicionário de Cambridge é gratuito e traz não só os significados de cada termo, mas também pronúncia, sinônimos, antônimos e exemplos em contexto. Uma alternativa virtual bacana é o Merriam Webster, que traz também jogos, vídeos e outros conteúdos legais para quem quer aprender inglês.

3- Gramática

Se você quer aprender não só a falar inglês, mas também a se comunicar bem no idioma, contar com o auxílio de uma gramática é fundamental. Com ela, você vai ter um livro de referência para consultar sempre que quiser entender melhor como as palavras e orações se relacionam entre si. Mais uma vez, a dica é da editora de Cambridge, com a famosa English Grammar in Use.

Só tenha em mente que a ideia não é decorar regras gramaticais e conjugação, mas conhecê-las para que elas sejam usadas da forma mais benéfica para você. Quanto mais você praticar, mais essas regras vão parecer naturais e se fixar na sua memória.

Por isso, estabeleça a prática como sua prioridade e aproveite todas as oportunidades de se expressar. Mesmo que você escreva ou fale com um erro ou outro, o mais importante é que você está tentando, o que exige coragem e persistência. E, com isso, seu inglês vai ficando cada vez melhor!

4- Use a tecnologia a seu favor para aprender inglês

Sabendo procurar, você encontra na internet uma infinidade de conteúdo para quem está nessa jornada de aprendizado. Alguém aí pediu dica de curso bom e gratuito? Pois não deixe de conhecer o BBC Learning English, plataforma que traz cursos que vão do nível básico ao avançado.

Se você quer saber como os cursos da BBC funcionam, eu explico um pouco sobre eles nesse vídeo aí embaixo. O site traz também mais uma variedade de materiais que te ajudam a ganhar vocabulário e fixar o que você aprendeu.

Uma ferramenta online que é uma mão na roda é o Grammarly, que permite que você adicione uma extensão ao Google Chrome para identificar possíveis erros na sua escrita. Mas lembre que essa checagem é apenas um suporte para pegar detalhes que possam ter passado batidos, como erros de digitação ou concordância. Para escrever bem, não tem solução mágica: tem que estudar e praticar.

Que tal aproveitar para trocar o idioma do seu celular e as configurações dos seus principais aplicativos para inglês? Essa é uma ótima maneira de aumentar seu contato com o idioma e trazê-lo para o seu cotidiano. De quebra, você aprende diversas expressões ligadas a tecnologia que são comuns no dia a dia.

Canais do YouTube e podcasts

Para acostumar os ouvidos com o inglês, praticar sua pronúncia sem ninguém olhando e conhecer novas expressões, prepare-se para seguir canais de YouTube e podcasts. Algumas dicas bacanas são:

  • EnglishClass101: o canal traz dicas de vocabulário e gramática, além de vídeos com estratégias para aprimorar sua compreensão e expressão em inglês.
  • Rachel’s English: se a rapidez do inglês falado na América do Norte deixa você tonto, esse canal é para você. Os vídeos da Rachel são voltados para a pronúncia do inglês americano, que é super parecida com a do Canadá.
  • Podcasts da BBC: as principais opções para estudantes de inglês são aquelas que trazem episódios com duração de seis minutos. Enquanto o 6 Minute English aborda temas do dia a dia, o 6 Minute Grammar foca no aprimoramento da gramática e o 6 Minute Vocabulary traz expressões úteis para a sua vida. Fica perdido quando ouve gírias em inglês? O podcast The English we Speak pode ajudar. A cada semana, episódios curtinhos de 3 minutos explicam o significado de uma nova palavra.

5- Aprender inglês com clássicos adaptados ao seu nível

Se você quer estudar enquanto mergulha em uma boa história, pode recorrer aos clássicos de William Shakespeare, Jane Austen e outros autores sem se enrolar com palavras difíceis e volumes com centenas de páginas. Muitas editoras têm versões desses livros voltadas para quem está aprendendo inglês. E assim, sem nem sentir, você acelera seu ritmo de leitura e ganha vocabulário.

Esses livros trazem uma linguagem simplificada de acordo com cada nível de inglês e geralmente são encontrados como opções para “graded readers”. No Brasil, você vai encontrar alternativas nas principais redes de livrarias, publicadas por editoras como Penguin, Cambridge, Oxford e Pearson.

6- Ao mestre, com carinho

Nada como um profissional especializado para orientar nossos estudos e ajudar a gente a avançar, né? Eu, Giovanna Barino, do Casal Nerd no Canadá, ofereço tanto cursos de inglês geral quanto treinamentos focados em provas de proficiência, como IELTS e CELPIP.

O Desafio 21 Dias é um ótimo ponto de partida, principalmente para quem já tentou aprender inglês antes e acabou desanimando no meio do caminho. Isso porque o objetivo desse programa é reconstruir sua autoestima e ajudar você a criar o hábito de estudar inglês por conta própria. E aí, aceita o desafio?

7- Siga o Casal Nerd nas redes sociais

É de graça e tá cheio de conteúdo bacana! Seja no Facebook, Instagram ou YouTube, a gente está sempre lá postando tanto sobre a vida no Canadá quanto sobre dicas de inglês. Está se preparando para o IELTS ou o CELPIP? Lá eu também compartilho orientações para quem planeja fazer a prova em breve.

Tudo pronto para começar os estudos? Espero que esse post tenha ajudado e que você consiga manter seu aprendizado de inglês com animação e foco. Se você acha que faltou alguma dica, compartilhe sua sugestão nos comentários!


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui