As consultas de gravidez no Canadá são completamente diferentes do Brasil! Hoje eu, Raíssa, vou compartilhar com vocês como foram as primeiras consultas e ultra sonografia!

Para quem ainda não leu a parte 1 (corre lá, eu espero aqui um pouco), meu marido, minha filha e eu viemos para o Canadá como Residentes Permanentes agora em 2019. Nós utilizamos esse blog maravilhoso para planejar nossa imigração, estudamos cada post do Casal Nerd no Canadá como se custasse nosso futuro. E custava mesmo! Hoje moramos em Victoria, aqui em British Columbia, e estamos grávidos!

Lógico que assim como morar no Canadá tem muitas diferenças de morar no Brasil, estar grávida aqui também é bem diferente! Na parte 1 eu contei sobre o planejamento necessário para engravidar e ter direito a licença maternidade, além das primeiras decisões após descobrir estar grávida (obstetra ou midwife?).

No texto de hoje vou compartilhar mais com vocês sobre as consultas médicas e as diferenças que senti. Partiu primeira consulta então?

Primeira consulta

Como contei na parte 1, acabamos decidindo pela obstetra. A clínica para a minha primeira consulta ficava a dois ônibus e 7 minutos de caminhada de distância. Chegamos super cedo só pra garantir. Aqui é muito comum dos médicos terem alguém para iniciar os processos de atendimento. Então uma pessoa faz algumas partes da consulta para registrar. O médico(a) só pega os dados e faz as coisas mais técnicas. 

nossa tô grávida
Fiquei com a sensação que ia ser assim: barriguda e ainda fazendo teste de urina para eles terem certeza! HAHAHAHA

A atendente começou pedindo para colher minha urina e confirmar a gravidez! Para quem está contando, já era a terceira vez!!!



Vale dizer que até agora fui em duas consultas. Ela fez isso na segunda consulta também! Ou seja, eles CHECAM MESMO se você tá grávida toda vez nesse início. #temquerir

Em seguida ela mediu minha pressão arterial, verificou minha altura e peso. Essas coisas são parte do procedimento padrão de qualquer consulta pré-natal no Brasil também. Tudo isso antes do horário da consulta em si.

Eu já mencionei o quanto o atendimento das clínicas daqui é sensacional? Acho que não né?! E como são novinhas e lindinhas? Ah, e o fato que tem brinquedos e livros para as crianças, ás vezes material para colorir? Pois é, acho isso tudo o máximo porque posso levar minha filha (3 anos) sem me preocupar com formas de mantê-la entretida ou com a sujeira e contaminação no local. 🙂 #pontoprocanada

Agora sim a médica!

Finalmente a médica nos chamou, pontualmente no horário da consulta. Esse é um dos motivos para eles pedirem para você chegar mais cedo. A enfermeira/atendente faz alguns exames, coleta dados, ANTES do seu horário.

Nessa primeira consulta foram 45 minutos de conversa. A médica foi muito simpática e serena. Ela preencheu um questionário dos mais completos que já vi na vida! Não era só histórico familiar de doenças do meu lado da família e do dele. Não queridos, ela perguntou um MONTE de coisa!

perguntas médico
Ela foi com tudo na pranchetinha! HAHAHAH

Perguntou de cirurgias, da gestação anterior, de como foi o parto, se poderia ter acesso ao relatório da obstetra no Brasil. Perguntou dos nossos empregos, carga horária e da função desenvolvida.

Também quis saber sobre nosso tipo de moradia aqui no Canadá. Ah, e sobre nossa vida no Brasil! Inclusive quiser saber se teremos rede de apoio aqui quando o beber nascer.

Nos sentimos cobertos e acolhidos nesse momento. #gottalove Não houve nenhum exame físico nessa primeira consulta porque ela disse que era cedo demais. Mas ela me deu o encaminhamento para os exames de sangue do primeiro trimestre. Ela também checou se eu estava tomando vitaminas e há quanto tempo. Lá na parte 1 eu falei sobre isso!

Marcando a Ultra

Para quem não sabe, a maioria dos exames aqui precisam ser recomendamos pelo médico. Você não pode decidir que quer fazer uma ultra sem recomendação médica por exemplo. Nessa consulta ficou combinado que o consultório agendaria minha primeira ultrassonografia para entre 12 e 14 semanas de gravidez.

Nessa ultra seria possível identificar a idade gestacional. Depois dessa só haveria mais uma outra ultrassonografia, a morfológica, mais para frente. Aqui eles fazem a morfológica depois para dar para ver tudo mais direitinho. Um dos questionamentos, que tivemos que decidir, foi sobre fazer testes não-invasivos para identificar possíveis anormalidades cromossômicas.

A gente fez esses tipos de testes na primeira gravidez, no Brasil. Na nossa opinião os resultados foram tão imprecisos e inconclusivos.  Por isso passamos a pensar que só quando nasce que se tem certeza mesmo!  Na nossa visão não valeria a pena se estressar com isso e deixamos para lá! O resultado do exame não mudaria nada mesmo.

Por fim a médica nos deu um telefone de emergência 24h caso eu tivesse qualquer dor ou sangramento. Ao sair do consultório, marcamos na recepção a consulta seguinte para dali a 3 semanas.

Exame de Sangue

O primeiro exame de sangue foi bem padrão. Precisei ficar 10 horas de jejum e, cedo pela manhã, segui para o laboratório mais próximo a minha casa. Eu poderia ter marcado um horário, mas a maioria das pessoas não marca.

Pelo que tenho visto, não faz diferença marcar porque eles vão atendendo à medida em que vai chegando gente. Então marcar horário não é garantia nenhuma de que você será atendido no horário que você marcou. #ficaadica

blood test teste de sangue
Ela não usou uma maquininha ultra tech dessas não, mas foi tão bom que poderia até ter sido! HAHAHA

A TV na sala de espera mostrava a ordem das próximas pessoas a serem chamadas e o tempo de esperar. Para mim seriam 16 minutos. Como sempre muito pontuais, me chamaram, fizeram a coleta de sangue super tranquila! Não ficou nenhuma marquinha, amei! 

Depois forneci a amostra de urina. Ah, e diferentemente do Brasil, não precisava ser a primeira urina da manhã. #alívio 

Nesse laboratório eles tem um site onde eu poderia consultar os resultados. Me informaram depois do teste o meu login e senha. Esses resultados também seriam enviados diretamente para a médica solicitante. Depois de poucas horas eu consultei o site e já haviam alguns resultados disponíveis. #rapidezvocêvêaqui

Os exames solicitados são os mesmos que solicitam no Brasil no primeiro trimestre. Foi feito o hemograma completo, tireoide, hepatite, rubeola, HIV, etc. Para estes últimos o resultado não fica disponível no site. Eles disponibilizam um número para que você ligue e pergunte – se quiser. Ou você pode checar na sua consulta médica. 

Primeiro recado de voz e agora CARTA?!

Lembra que a médica ia marcar a ultra para entre 12 a 14 semanas? Alguns dias depois dos meus exames de sangue, recebi uma carta. Sim queridos, uma carta! 

joel santana you tá the brinqueichon uite me
Canada, you tá the brinqueichon uite me, cara?

A carta informava a data, horário e local da minha primeira ultrassonografia. A médica havia dito que provavelmente uma carta chegaria para avisar. Mas ainda sim fiquei surpresa!

A carta também continha instruções como chegar 20 minutos antes. É importante notar que vieram todas as direções sobre o exame. Descobri na carta que crianças não poderiam me acompanhar durante o exame, que a ultra duraria 30 minutos, e  que eu teria que beber 1 litro de água! Ah, e precisa terminar de beber até 1 hora antes do exame. 

Lógico que não poderia esvaziar a bexiga uma vez que tivesse começado a beber o litro de água. Eles queriam minha bexiga a ponto de explodir mesmo para potencializar a visibilidade! 

O que foi bem diferente do Brasil foi que a carta também informava que não poderíamos registrar nada. Nem perguntar nada, porque o ultrassonografista não estaria autorizado a nos informar nada. Tudo seria relatado diretamente à minha médica.

A gente aceitou porque não há outra opção. Mas ficamos imaginando um exame frio e silencioso. Começamos a nos preparar emocionalmente para isso. Spoiler alert: não foi assim!

Segunda consulta e nada de ultra ainda!

Nove dias antes da data da ultrassonografia tive minha segunda consulta pré-natal. Mais um teste de gravidez, coleta de urina, medição de pressão, peso, e vamos para o consultório! Dessa vez vesti a bata para exame físico geral. Esse exame inclui mamas, abdomen, escutar meu coração, pulmão e também teste de clamídia com coleta vaginal.

Nessa consulta médica achou que tivesse sentido um mioma, mas disse que eu não me preocupasse porque não afetaria o bebê em nada. Ela me tranquilizou dizendo que assim que ela tivesse o resultado da ultrassonografia, ela me ligaria pra dizer.

Claro que pesquisei mioma na gestação assim que cheguei em casa, e achei aquilo tudo muito estranho. Eu não tinha absolutamente nenhum dos fatores de risco para desenvolver miomas. Outro spoiler alert: não haviam miomas. 

estou grávida
Aquela alegria de estar tudo OK! #touchdown

Ao sentir o abdomen, ela pegou o doppler! Logo rolou aquele aviso que talvez não desse para escutar o bebê ainda, mas ela iria tentar. Graças a Deus escutamos o coraçãozinho do bebê pela primeira vez (11 semanas!) e finalmente me senti grávida!

Digo isso porque tanto na primeira gestação quanto nessa segunda eu não tenho outros sintomas além do atraso da menstruação. Não tenho vômitos, só uma leve falta de apetite. Minha sensibilidade mamária também é imperceptível, então no fim das contas eu só sei que tô grávida porque vou fazendo esses teste de urina e sempre dão positivo!

Finalmente a ultra!

No dia da ultrassonografia eu estava uma pilha. Uma amiga nos encontrou lá para ficar olhando nossa filha enquanto eu e o marido entrávamos na sala de exame. Lembra que não podia ter criança na sala? A ultrassonografista foi super atenciosa, simpática, o oposto do que estávamos esperando!

Ela nos mostrou o bebê na TV que ficava de frente para nós enquanto ela acompanhava as imagens no monitor dela. Ela ia apontando cada parte! Ela mostrou os batimentos cardíacos, cérebro, estruturas ósseas, membros superiores e inferiores, e a placenta em posição prévia.

ultrassonografia
O baby também fez o touchdown dance dele! HAHAHA Mentira gente, não foi nada disso! #ultrasom

Ficamos sabendo o comprimento do bebê e idade gestacional aproximada. Disse que estava com uma visibilidade ótima!

Mas como eu havia mencionado a preocupação da minha obstetra de que pudesse haver um mioma, e ela não estava vendo nada, ela chamou outra ultrassonografista para ter uma segunda opinião.

Esta segunda ultrassonografista também não viu mioma algum! #todoscomemora

O exame durou meia hora, ela viu os ovários, toda a estrutura do bebê. Ainda imprimiu 3 fotos para nós levarmos para casa. Uma surpresa boa! Foi muito melhor do que esperávamos!

O exame aconteceu numa quinta-feira e, no sábado minha obstetra me ligou para contar que recebeu os resultados da ultrassonografia. Ela falou que estava tudo bem, sem miomas, o que eu já sabia. Mas achei bacana da parte da médica cumprir com a palavra e ligar até em dia de sábado. #OMG

Tem mais? Lógico que tem mais!

Gente, tem muito mais a ser dito sobre a gravidez no Canadá. Fora que cada pessoa é diferente e cada trimestre é diferente! Além de que a saúde não é igual em todas as províncias.

Então se vocês quiserem saber mais sobre a gravidez e acompanharem os meus sentimentos ao vivo, eu recomendo seguir a gente no nosso perfil no instagram: @canada_a_vista

Espero que esses dois posts tenham te ajudado a perceber que algumas coisas são diferentes mas que muita coisa é boa sim! E se você também está ou já esteve grávida, e tem algumas diferenças com relação ao que aconteceu comigo, compartilha aqui nos comentários!

E como diz o Casal Nerd no Canadá: we’ll see you in Canada!