Para o aplicante principal as cartas de comprovação de experiência de trabalho são extremamente importantes. No caso dos aplicantes principais que precisam da carta do empregador atual, isso pode criar uma certa tensão.

Meu caso foi assim. Eu estive/estou empregada na mesma empresa pelos últimos 8 anos e tinha que pedir a eles a carta! Vou contar aqui como foi a minha experiência pedindo a carta do empregador atual e vou fornecer também um modelo da carta que usamos para todos os empregadores, meus e do marido.

Devo pedir cartas de comprovação de experiência de trabalho de todos os lugares que eu já trabalhei?

Essa dúvida é a primeira que deve ser respondida. E a resposta é NÃO. Você não deve pegar cartas de comprovação de experiência de tudo quanto é lugar. Você deve pegar as cartas somente dos empregos relevantes para o NOC que você está comprovando no Express Entry.

Pra quem não sabe o NOC é a National Ocupational Classification. Essa classificação das funções é utilizada para dizer quais funções são do interesse do governo canadense no quesito imigração. Para saber se a sua ocupação está na lista dos NOCs válidos para imigração, clique aqui.

Para exemplificar o que queremos dizer, no caso do Han, pegamos somente cartas de 3 empregos dele: o atual e 2 anteriores. Decidimos fazer isso, primeiramente pois ele não era o aplicante principal, então o tempo de experiência de trabalho dele não conta pontos.

Porém é legal ter as cartas se o cônjuge trabalha a alguns anos na área dele, pois mostra sua disposição em dizer a verdade nos formulários e correr atrás da confirmação disso.


O segundo motivo pelo qual só pegamos essas 3 é que esses 3 empregos estavam mais relacionados ao NOC que selecionamos para ele. No caso foi o NOC 2174 – computer programmers and interactive media developers.

No meu caso, só pedi a carta ao meu empregador atual, pois eu já trabalho na empresa a mais de 8 anos. Isso tornava o tempo mais que suficiente para a minha comprovação de experiência de trabalho. O meu NOC é o 4021 – college and other vocational instructors – que engloba english language instructors.

Lembrando que o NOC não deve vir escrito em nenhuma das cartas. O CIC espera que seu empregador escreva a carta de comprovação de experiência de acordo com o que você realmente faz e não para se enquadrar em nenhum NOC. Por isso o NOC não deve constar nas cartas.

Quando pedir as cartas de comprovação de experiência de trabalho?

Em muitos e muitos lugares você encontrará conselhos para pedir as cartas de comprovação de experiência de trabalho o quanto antes. Eu aconselho isso para aqueles que tem muitas experiências de trabalho anteriores em locais que você não trabalha mais atualmente.

Considerando que esses trabalhos anteriores sejam relevantes para o seu NOC. Muitas vezes o chefe anterior pode demorar um pouco mais para realizar esse favor. Mas a dica que demos sobre a carta do banco se mantém. Se você chegar com o arquivo já pronto, não tem muito por que ele se recusar de fazer ali na hora.

No caso do marido, nem fisicamente ele foi para pedir. Ele entrou em contato por telefone, explicou a situação e pediu para que eles imprimissem a carta que ele ia mandar por e-mail no papel timbrado da empresa, assinassem e carimbassem.

E aí depois foi só ir buscar com eles. Ele fez a parte dele toda logo que criamos o perfil no Express Entry, por volta de agosto e setembro (nosso ITA foi em Outubro, pra quem não sabe vai na nossa Timeline e dá uma olhada).

As cartas de comprovação de experiência tem prazo de validade?

As cartas teoricamente não tem prazo de validade, mas costumam aconselhar nos fóruns que elas tenham menos de 1 ano para empregos anteriores. E no caso dos empregos atuais, que tenham menos de 3 meses.

Agora quanto tempo antes você vai pedir isso nas empresas, vai depender de vários fatores. Se você sabe que a empresa é mais demorada, comece a pedir e perturbar sobre isso antes. Se você sabe que é bem tranquilo e dá para você ir numa tarde e resolver isso fácil, não tem por que pedir muito antes de criar seu perfil no Express Entry.

Acredito que começar a pedir as cartas de comprovação de experiência quando você cria seu perfil é uma boa ideia. Outra exceção que talvez precisará de mais tempo é caso você tenha que pedir a pessoas/empresas de outros estados.

Nesse caso aconselho começar bem antes pois você provavelmente vai ter que pedir para isso ser enviado ou escaneado. Como enviar ou escanear dá mais trabalho a chance da pessoa/empresa enrolar é maior. Mas o seu bom senso e conhecimento de como é o ritmo da empresa devem te guiar sempre.

Dica para quem trabalha remotamente

A carta mais complexa de conseguir foi a do emprego atual pois o Han hoje trabalha remotamente. Como falamos aqui, essa situação empregatícia do Han rendeu até um pedido de documentos adicionais.

A parte complexa dessa carta foi por que o chefe da equipe dele não poderia assinar, somente o RH. E aí vem a sagacidade do meu marido, que já mandou um e-mail pro RH pedindo a carta e pedindo inclusive que eles explicassem a forma de trabalho dele.

Nós inocentemente acreditamos que somente essa carta do empregador seria suficiente, mas o CIC acabou pedindo documentos adicionais!!! Acreditamos que isso aconteceu pois colocamos o endereço fiscal da empresa (nos EUA) como o endereço desse emprego dele.

Então fica a dica, se você trabalha remotamente, coloque o endereço em que você realiza o seu trabalho e não o endereço fiscal da empresa.

Além disso, não custa nada já colocar essa situação bem detalhadinha na LOE – letter of explanation. Isso vai te poupar estresse depois, trust me!

E quando o emprego atual é o único que você precisa da carta?

boss
Como você acha que vai ser a sua conversa com seu chefe…

No meu caso, como já mencionei, eu precisava da carta do meu empregador atual. E aí vem o medo, se eu falo que estou em processo de imigração, vão me demitir? Vão reduzir minhas responsabilidades?

Como nunca se sabe, eu deixei o momento de ter essa conversa com a minha chefe somente depois de recebermos o ITA. A gente sempre acha que o chefe vai surtar né não?

Eu inclusive estava com receio de não conseguir que ela assinasse a carta. Por que? Porque quando você está pronto para pedir algo que é muito importante você sempre imagina as coisas mais absurdas.

Logicamente que foi bem mais tranquilo do que eu imaginei. A minha dica é manter a conversa bem simples e direta. Eu falei que existia uma possibilidade do marido e eu irmos para o Canadá.

Que estávamos sendo avaliados para o visto e que o governo pedia uma comprovação de que eu trabalho na área que eu declarei. Expliquei que pro governo canadense isso se resume a uma carta do meu chefe direto e que ela poderia receber uma ligação para confirmar os dados informados.

Expliquei que a análise do visto demora em média 6 meses e que poderia até ser mais. E re-afirmei meu compromisso de finalizar todas as minhas responsabilidades antes de ir, caso eu realmente consiga o visto.

Eu também pedi que ela não comentasse com ninguém, visto que nem falamos com a família ainda. Expliquei que não queria alarmar ninguém antes de ter certeza de que iríamos e ela foi super compreensiva.

Imagina se além da nossa ansiedade eu ainda tivesse que ficar respondendo toda semana pros colegas do trabalho se eu tive alguma notícia. Ia ser terrível.

Ela leu a carta que eu já tinha elaborado e corrigiu os dados da empresa que eu não sabia ao certo. Depois imprimiu no papel timbrado, assinou e carimbou.

E aí foi pura alegria! 

Quando você muda de função dentro do mesmo emprego, como proceder?

Esses dias recebi uma dúvida de um leitor pela nossa página no Facebook. A dúvida dele era exatamente sobre mudança de função! Afinal, como pedir as cartas já que seriam todas pro mesmo chefe?

No caso dele, ele havia mudado de função 2 vezes dentro da mesma empresa. Eu não passei por isso pessoalmente, mas nos grupos e fóruns que acompanho já vi muitos casos sobre isso. As pessoas no geral fazem uma das duas opções abaixo:

  1. Escrever uma carta de comprovação de experiência relatando todas as funções e as datas das mudanças/promoções da pessoa. E aí pedir ao chefe para assinar essa uma carta, porém na hora de fazer o upload dos documentos, o aplicante faz o upload dessa mesma carta em cada uma das funções. Também é uma boa ideia colocar na LOE (letter of explanation) a situação e explicar por que tem uma mesma carta para todas as funções.
  2. Fazer uma carta para cada função e pedir ao chefe para assinar cada uma delas. Assim você faz upload de cartas diferentes em cada função. Mas se o seu chefe tiver sido o mesmo durante todo o processo de promoções, isso pode dar uma sinalização para o governo canadense. Nesse caso também é bom ter uma LOE explicando que o seu chefe permaneceu apesar das suas promoções.

Fica ao seu critério como proceder, pois você sabe como o seu chefe é!

Modelo de carta em inglês

Como nossos chefes falam inglês, nós já fizemos a carta em inglês. Se o seu chefe não falar inglês, faça a carta em português. Depois será necessária a tradução juramentada dessa carta. É melhor fazer com a tradução pois já alerta o CIC que seu chefe só fala português.

Clique aqui para baixar a Declaracao-de-Trabalho_eng

Pessoal, se ficou alguma dúvida deixem um comentário. Nós vamos ter o maior prazer de ajudar e tentaremos responder de acordo com o nosso conhecimento. love-canada

Nós não somos agentes de imigração, nem consultoria imigratória. Se você acha que o seu caso é mais específico e precisa de ajuda especializada, procure alguém que seja consultor de imigração e tenha boa reputação no mercado.

Se o nosso post já te ajudou bastante, compartilhe! Aproveite e curta nossa página no face para se manter atualizado com os nossos novos posts!


178 COMENTÁRIOS

  1. Vocês são demais!
    Conheci o blog há pouco tempo… Alguém divulgou lá no grupo SOS vistos e imigração para o Canadá e vim aqui xeretar. Em duas semanas já li todos os posts e poxa… Parabéns!
    Quero agradecer por todo o trabalho de detalhar tudo pra gente assim… Praticamente de mão beijada. Tem me ajudado e incentivado muito na minha organização pré-cadastro no EE. Além de tudo isso ainda tem me ajudado a sonhar que é possível 🙂
    Espero que algum dia tenham esse trabalho recompensado e que o blog fique conhecido e lhes rendam muitos frutos.
    Obrigada! Um abraço!

    • Brunna, amamos seu comentário! Essa realmente é a nossa ideia. Ajudar muitas pessoas por que o caminho pode parecer muito mais longo e árduo do que realmente é. Estamos torcendo aqui para suas palavras virarem realidade!!! E para que o seu processo dê muito certo (e o nosso também né rs) e a gente se encontre no Canadá! Estaremos sempre atualizando o blog e o facebook da gente! Assim você pode ficar sempre ligada nas últimas novidades. Abraços!!!

  2. Oi! Queria agradecer o trabalho de vocês para por as informações no blog, vocês esclareceram várias dúvidas que eu tinha. Muito obrigado!
    Eu e minha esposa estamos nos organizando e planejando a ida pelo express entry e tudo parece estar nos conformes com exceção de uma coisa: minha experiência profissional. Como emendei faculdade, mestrado e agora doutorado (sempre como bolsista) acabei não adquirindo muita experiência profissional. O que eu tenho nos últimos 10 anos é um ano e alguns meses de carteira assinada como desenhista CAD, mais dois anos que trabalhei informalmente também como desenhista mas sem carteira assinada. Tenho boas relações com ambas as empresas e creio que não teria problemas em conseguir a carta, porém fico em dúvida quanto ao fato de numa delas eu não ter tido carteira assinada. Isso seria um impedimento?

    • Oi Luis, tudo bom? Nós que agradecemos a leitura de vocês e a oportunidade de ajudá-los a realizar esse sonho!

      Então, com relação a carteira assinada, não tem problema algum não ter assinatura na carteira! A carteira de trabalho não significa nada para eles. O que conta mesmo são as cartas das empresas! Tem gente que manda a carteira de trabalho quando não quer pedir a carta pro chefe atual por exemplo.

      No meu caso eu achei melhor seguir o que é pedido pelo CIC que é a carta do chefe. Então se você conseguir as cartas, acredito que não vai ter problema algum!
      Espero ter ajudado a esclarecer!
      Abraços,
      Rey

        • André, já ouvi falar que se você consegue comprovar pagamento e horas de qualquer tipo de estágio, ele poderia ser utilizado. A questão é que provavelmente ele entraria em outro NOC e talvez não valha a pena o esforço.

          Aconselho procurar no canadavisa forum e ver se alguém tem experiência com isso pois eu não apliquei nada do tipo!

          Abraços,
          Rey

  3. Pessoal, o blog de vocês é realmente muito bom. Tem me ajudado muito.

    Ainda estou iniciando meu processo no E.E., correndo atrás das traduções dos diplomas e tudo mais, mas sempre aproveito para ler os posts aqui para saber cada vez mais sobre o processo.

    Fiquei com uma dúvida: Quando é exigida a carta de comprovação de experiência de trabalho? Você anexa ela ao seu perfil do E.E. após criá-lo?

    Outra dúvida: É necessário ter uma job offer para receber um ITA? Depois de receber um ITA, basta apenas esperar o visto, comprar as passagens e se mudar? Como funciona essa parte do processo? Sou um profissional de finanças com graduação e pós-graduação e trabalho numa empresa mundialmente conhecida por serviços financeiros. Saberiam me dizer se profissionais de finanças tem grandes chances de imigrar?

    Muito obrigado!

    • Ei Paulo! Tudo bom? Muito obrigada pelo elogio! Ficamos muito felizes de ajudar vocês a realizarem o sonho canadense também.

      Vamos por partes. Quando você criar seu perfil você vai entrar no pool. No pool, você vai aguardar uma chamada (draw) que tenha pontuação menor ou igual a do seu perfil. Se o draw tiver uma pontuação menor ou igual a sua você receberá um ITA.

      Você só anexa documentos no processo depois de receber seu ITA, ok? Quando você recebe o ITA vc irá ter uma área para upload dos documentos e lá você vai inserir os pdfs das cartas, traduções, passaportes e etc. É tudo online, então é só ter os arquivos em pdf mesmo. Então você realmente só irá precisar da carta depois do ITA.

      Não precisa ter job offer para receber ITA. Não é um pre-requisito não! Depois do ITA, você faz os exames médicos, junta todos os documentos em pdfs (por áreas) e manda virtualmente. Tem algumas taxas a pagar e aí fica aguardando por em média 6 meses para ter o resultado do seu processo. Se tudo correr bem, você é aprovado nesse período ou em até 1 ano. Quando você receber o visto aí você já pode se mudar sim!

      Com relação a sua área, eu realmente não sei dizer sobre oportunidades de trabalho no Canadá. Mas um ponto positivo é que o processo canadense não faz distinção por áreas. Se a sua carreira/profissão está na lista de NOCs, então você pode aplicar pro EE e se for aprovado, pode imigrar. Entende?
      Espero ter ajudado!
      Se ficar qualquer dúvida, ou surgirem outras ao longo do processo, conte conosco!

      Abraços,
      Rey

  4. Oi pessoal!
    Surgiu uma dúvida: enquanto eu fazia a simulação no próprio site do cic, vi que pedia quantos anos de experiência “ininterrupta” eu tinha. Eu trabalhei por 3 anos no NOC que quero me aplicar porém troquei de empresas nesse meio tempo. Trabalhei por 1 ano e alguns meses em uma empresa, e logo depois de sair desta comecei em outra e lá fiquei por mais dois anos. Em ambas empresas trabalhei na mesma função. Posso declarar que tenho 3 anos de experiência ou vou ter somente dois?
    Abraços e mais uma vez grato pelas informações que vocês trazem!

    • Ei Luis!
      Vamos ver se eu entendi – 1 ano e X meses na empresa 1 + 2 anos na empresa 2, certo?
      Nas minhas contas se todas as experiências foram no mesmo NOC, vc tem mais de 3 anos no mesmo NOC. Não precisa necessariamente ser ininterrupta pelo que eu pesquisei (http://www.cic.gc.ca/english/resources/tools/perm/express/intake-complete.asp) tem um menu dropdown (vc clica e aparece a info) “proof of work experience”.

      Eu acredito que está tudo ok para você ok?
      Obrigada pelo carinho e por contar com a gente!

      Abraços,
      Rey
      Casal Nerd no Canadá

  5. Oi Rey, tudo bem? 🙂
    Meu marido é o aplicante principal e ele é da industria de jogos, que no Brasil só tem empresas pequenas. As 2 principais empresas por onde ele passou foram incorporadas por outras ou fecharam. Ele tem relacionamento mto bom ainda com o antigo chefe (dono da empresa) entao ter uma carta seria tranquilo. Mas minha duvida é: sera que fazemos no nome da empresa atual? Ou colocamos uma carta anexa explicando a questao da mudança das empresas? Ele tb era PJ, e em alguns casos nem contrato tinha, o que dificulta. Quantos anos dos ultimos 10 tem que comprovar? Fiquei em duvida pelo sistema se é 3+ ou 6+ o maximo.
    Uma outra duvida é que as atividades dele nao de encaixam exatamente em nenhum NOC. É uma mistura de 3 nocs, rs. A dica seria escolher o Noc q tem mais similaridade? E tudo bem se nem todas as atividades forem compativeis será?
    Ah, e tudo bem se nao puder responder. Obrigada! Beijos

    • Oi Laís! Tudo bom e com vcs?

      Olha só, o NOC nunca é perfeito. Pro Han a gente também ficou na dúvida mas escolheu o que parecia mais com o que ele fazia no geral. O importante é que as funções que o empregador listar, estejam na sua maioria listadas naquele NOC. Nós usamos inclusive a descrição do NOC como base para escrever as descrições das funções de ambos. Além de acrescentarmos algumas outras coisas que também são parte da função. Então pode ficar tranquila com isso. O tipo de vínculo que ele tinha não faz tanta diferença assim. O empregador pode listar isso, e aí eu diria para fazer uma LOE e detalhar o que é um PJ por exemplo. Que na verdade é um funcionário que paga os próprios impostos né rs. Eu acho que pode ser feito a carta no nome da empresa atual sim. Não faz muita diferença isso também. Minha empresa mudou de nome fantasia e de cnpj 3 vezes nos ultimos anos e eu não fiquei entrando nesses detalhes não. O importante é ter a carta e alguém assinar que ele trabalhou lá.

      Espero ter ajudado. Lembrando que a gente não é consultor e que se você continuar na dúvida depois de pesquisar e quiser tirar a prova dos 30 só um consultor de imigração para te dar mais certeza do que vai ser aceito mesmo.

      Abraços,
      Rey
      Casal Nerd no Canadá

  6. Olá,

    Teu blog é o melhor que achei até agora, em termos de quantidade de informações, muito obrigada por todos os posts!
    No meu caso, eu tenho 2 anos de estágios remunerados na área de arquitetura (pelo que entendi em tudo que pesquisei, desde que seja remunerado conta como experiência, certo?) e 1 ano e meio de experiência como desenhista sem vínculos (basicamente as mesmas funções dos estágios) para uma “empresa” que não é registrada como empresa, ou seja tem logo, tem papel timbrado, tem até um endereço que no caso é a própria casa deles, porém são dois arquitetos ambos registrados como autônomos. A dúvida é, será que o CIC pega o CNPJ (que no caso não existe), e vai atrás de informações concretas da existência da empresa? Eles aceitariam uma carta dessa chefe, com papel, logo, etc, normalmente?

    Obrigada!! Se eu estou já ansiosa só pelos posts de início de vida no Canadá, imagino a ansiedade de vocês!

    • Oi Thais! Ficamos muitos felizes que o blog está ajudando.

      Quanto a sua questão… é muito comum que quando pedimos a carta de referência ao empregador ele insira o número de CNPJ da empresa. Se no seu caso você é funcionário de uma PJ, eu diria para eles assinarem e colocarem o número de registro de PJ deles. Não tenho certeza como isso seria visto pelo CIC ok? Eu nunca passei por isso e nem conheço quem tenha passado por. Você pode e deve procurar mais informações no Canada Visa Forum e nas páginas de visto no facebook. Se ficar uma dúvida muito grande aconselho até marcar uma ou duas sessões de consultoria para verificar como dever ser feito no seu caso!

      Nós estamos mega ansiosos para chegarmos no Canadá também! Vai render muito post bom! 😉

      Abraços,
      Rey
      Casal Nerd no Canadá

  7. Eu e meu namorado nos formamos em Engenharia Industrial em dezembro desse ano.
    Nós dois falamos inglês num nível avançado e estamos nos preparando para fazer o IELTS em Fevereiro de 2018, já que nosso diploma/certificado só é emitido em Março 🙁
    Ele também fala francês e já está no nível intermediario :). Em dezembro ele irá fazer o TEF focando no CLB 7 pra ter os 30 pontos a mais que eles estão oferecendo a partir de Julho.

    Nós temos uma dúvida relacionada à experiência de trabalho…
    O aplicante principal é ele e ele possui experiência de trabalho com 2 NOC’s diferentes.
    Sabe se eles se somam para dar uma quantidade maior de anos de experiência?

    Sabe também se a experiência de trabalho antes de formar é válida?
    ele trabalha numa multinacional, como assistente administrativo na área da formação, além de ter experiencias de estágio remuneradas 30 horas semanais e outra experiência de mais de 2 anos como supervisor da área de atendimento do aeroporto.

    Obrigada!

    • Oi Caroline! Olha pelo que eu sei, só é permitido alegar um NOC esse NOC é o que vai contabilizar o tempo de experiência para o seu processo. Vai ser a experiência de trabalho naquele NOC. Eu não sei dizer se estágio é realmente uma forma de comprovar experiência de trabalho. Eu sei que qualquer experiência de trabalho tem que ter no mínimo 30 horas semanais para ser considerada full time.

      Aconselho dar uma pesquisa no canada visa forum e perguntar pelos grupos de face! Tem sempre alguém que já passou por isso e pode ajudar!

      Abraços,
      Rey
      Casal Nerd no Canadá

  8. Quero parabenizá-los pelo conteúdo tão completo e exposto de maneira tão acessível e ao mesmo tempo detalhada.
    =)
    Não tenho paciência para assistir aqueles vídeos intermináveis dos Youtubers – que, em sua maioria, enrolam demais para passar poucas informações – e quando encontrei o blog, foi como um oásis hahaha

    • Olá Rayssa!!!
      Nós agradecemos muito o seu elogio!!! Adorei a imagem do Oasis! hehehe Quando eu estava fazendo minha pesquisa também não encontrava muita coisa válida em português. Um dos motivos que quis fazer o blog foi para facilitar a vida de quem virá para o Canadá. Espero que ajude vocês bastante.

      Abraços,
      Rey
      Casal Nerd no Canadá

  9. Pelo que entendi, tanto o aplicante principal como o spouse precisam comprovar a experiência com essas cartas, certo?
    Ninguém merece ter que procurar os antigos empregadores e pedir carta! Por sorte (e caridade hahaha) vocês cederam modelos, porque se for depender da boa vontade dos ex-empregadores…

    Fiquei com uma dúvida: meu marido é advogado e tem seu próprio escritório desde sempre. Como ele pode fazer esta comprovação?

    Obrigada por tudo!

    • Então Rayssa, não precisa o spouse comprovar a experiência não. No nosso caso, o marido já tinha pedido e usamos as dele, mas foi totalmente desnecessário. hehehe Eu como era a aplicante principal era obrigada a ter as cartas sim.
      No caso do seu marido eu não sei realmente como funciona. Eu acredito que por ele não ser empregado ele não pode comprovar experiência de si próprio, mas eu realmente não sei. Dá uma fuçada no canadavisa forum. Tem um thread só de brasileiros e eu já vi alguém perguntando sobre essas coisas lá! Eles sempre ajudam!

      Abraços,
      Rey
      Casal Nerd no Canadá

  10. Olá, comecei a ler o blog recentemente e adorei! Obrigada por compartilharem dicas tão importantes. Tenho uma dúvida sobre as cartas. Fui pesquisar sobre o NOC correspondente a experiência de trabalho que tenho e vi que para cada cargo tem a explicação de principais atividades que devem coincidir com a sua pra confirmar que aquele noc é o que se encaixa e tal. Daí eu percebi que nunca vi ngm falar sobre isso exatamente, se quando pedem a carta do empregador, necessariamente colocam algumas funções exatamente como está lá no site do cic. Não sei se deu pra entender rs. Quando vocês fizeram as cartas, pensaram só na parte de escrever o que faziam mesmo ou tiveram que se precocupar em escrever coisas que talvez não mencionassem exatamente daquele jeito, mas que precisava coincidir as atividades descritas no NOC de vocês? Obrigada.

    • Ei Daiane, tudo bom?

      Então, quando nós fizemos as cartas, nós mesmos redigimos as cartas e pedimos para os chefes e ex-chefes assinarem para facilitar o trabalho para eles. Eles leram, verificaram, fizeram as mudanças que achavam necessárias e assinaram. No nosso caso nós usamos as descrições do site de NOCs sim para nos basear no que era parecido com as nossas funções. Não usamos nada que não fosse realmente nossa função e não copiamos texto do site. Somente usamos como base, ok?

      As funções do NOC são mais importantes até que o nome do NOC. Você deve procurar o NOC que tem a lista de funções mais próxima possível do que você realmente realiza ok?

      Espero ter esclarecido!

      Abraços,
      Rey

      • Esclareceu sim, perfeito! Eu acabei escrevendo a carta antes de ver essa descrição, meu empregador ainda está analisando e bateu uma preocupação de eu achar que as funções são parecidas com um noc tal e o consulado não concordar =/ Mas obrigada mesmo. Abraços

  11. Excelente post. Estao de parabens. Serio! Eh um dos poucos blogs que sao realmente informativos e sem floreios.

    Duvida: Sobre a carta de comprovacao de experiencia: Qual o motivo de nao fazer a carta em ingles (mesmo se o empregador nao falar ingles)? Meu empregador nao fala ingles, mas ele concordou em assinar a carta em ingles numa boa.
    Vcs acham q isso teria problema?

    Desde ja agradeco

    • Oi Claudio, tudo bom?

      Muito obrigada pelos elogios! Ficamos muito felizes mesmo.
      Então, alguns fóruns e consultores aconselham a carta em português com a tradução juramentada para esclarecer que a pessoa que fez a carta não fala inglês. Existe uma chance mínima de alguém ligar e querer falar com seu chefe, mas assim, não ligaram para minha nem sei de ninguém que o chefe tenha sido contactado. Eu acho que se o seu chefe topou pode ser uma boa mesmo. Mas aí vc que tem que decidir se corre o risco deles talvez ligarem e o seu chefe não saber responder nada em inglês para eles. Sabemos que poupa uma grana de tradução né?

      Boa sorte e depois conta para gente no que que deu!
      Abraços,
      Rey

  12. Oi, casal!
    Mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho, conversei com vocês hoje cedo pelo insta. Também providenciamos cartas semelhantes, mas surgiu uma dúvida. Vocês colocaram alguma informação além das cartas? Meu marido se perguntou se valeria a pena colocar a carteira de trabalho.
    No proof of funds, sei que não economizaram nas informações hehe. Nós também tivemos que nos desdobrar para conseguir as cartas e nem todas apresentam todas as inforamações que precisamos. A informação que falta é o balanço médio nos últimos seis meses. No entanto, um de nossos bancos providenciou um extrato maravilhoso com todas as informações necessárias, incluindo o balanço médio. O valor dessa conta bancária já dá o mínimo necessário. Mesmo assim, vocês acham necessário providenciar os extratos bancários das nossas outras contas já que as cartas não constam o balanço médio?
    Outro ponto. Nossos gerentes até providenciaram a carta depois de muita sofrência hehe, mas já falaram que o banco não vai confirmar nenhuma informação caso a CIC entre em contato, por ser uma política do banco, etc. Vocês ouviram algo assim?

    • Oi Amanda! Tudo bom?

      Nós não colocamos nenhuma informação além das cartas não. Já ouvi de algumas pessoas que usaram a carteira de trabalho pois elas não conseguiram a carta e aí juntaram a carteira de trabalho e outros documentos para comprovação de experiência. Se vcs já tem a carta, não acho que seja importante usar isso não. Nós não usamos!

      Sobre o balanço de contas: a galera no fórum do canadavisa fala muito que não precisa comprovar mais do que o necessário para ir. Ou seja, não precisa ficar acrescentando todas as informações imagináveis de todas as suas contas. O CIC do jeito que rediz o texto, pede que você dê as cartas dos gerentes de todas as suas contas. Eu acho que devemos ficar no meio termo entre os extermos. Você pode mandar todas as cartas que conseguiu obter dos bancos, mas não precisa de tantas informações detalhadas se uma delas já tem o dinheiro suficiente. Mas mesmo assim para me resguardar, como algumas cartas não estariam no padrão CIC eu escreveria uma LOE detalhando a resistência de certos bancos em fornecer a informação daquela forma e colocaria eu mesma uma lista do saldo final mensal nos últimos 6 meses daquelas contas.

      Ah, eu no nosso banco ninguém ligou não! Pode ficar tranquila.

      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Rey

  13. Olá!!!
    Primeiramente, parabéns pelo blog. Muito esclarecedor. Tenho uma dúvida: Sou microempresário aqui no Brasil. Como eu vou comprovar minha experiência de trabalho? Tem algum documento especifico que devo providenciar??? Desde já, agradeço muito!!

    • Olá Wander. Muito obrigada pelos parabéns.

      Então, no seu caso existe inclusive um outro processo que pode se encaixar melhor com o seu perfil. Eu te aconselho fortemente a procurar um bom consultor de imigração só para verificar qual seria o melhor programa de imigração para você. Existem mais de 70 formas de imigrar para o Canadá e só um consultor para saber te dizer o que seria melhor mesmo.

      Desculpe não saber te ajudar mais!

      Abraços,
      Rey

      • Imagine!!! Você não sabe o quanto me ajuda essa informação. É dificil encontrar informações sobre o meu perfil na internet. Vou procurar um bom consultor. Muito obrigado, sucesso com o Blog e com o projeto Canada. Ah, mais uma dúvida: Li um artigo no blog a respeito do seu IELTS e do seu marido. Você dá aulas particulares de inglês com propósito do IELTS?

  14. Olá Ray, tudo bom? Meu marido trabalhou 6 anos na HP Brasil. Entrou como estagiário e foi promovido a Analista de Desenvolvimento I. Depois que ele saiu a RH Rio fechou e a parte da HP de desenvolvimento de sistemas foi comprada pela DXC, ou seja: a HP foi dividida em HP DXC (serviços e tasl) e HP HPE (print, e tals). Conseguimos o e-mail do RH de SP da HP DXC já que todos os gestores do Rio rodaram com o fechamento da unidade Rio. Mandamos em anexo a carta já em inglês com todos os dados dele, inclusive a descrição do JOBCODE dele e as informações necessárias do express entry, só que para nossa surpresa a HP DXC se recusou a fornecer a carta de acordo com aquele modelo. Disse que tinha um modelo próprio e que só poderia fornecer informações de atividades se algum gerente direto assinasse e autorizasse… porém, qual gerente? Todos saíram. Resumindo, ligamos, choramos, conversamos e nada …eles mandaram a carta simples mesmos, como os dados da empresa, data de início, saída, cargo e claro tudo em português (mais uma tradução ae). Ae não nos desesperamos e fomos a luta. Achamos contra-cheques e contratos , inclusive os documentos de homologação e fizemos 5 modelos de carta com as atividades e pedidos para os amigos que trabalharam diretamente com meu marido para assinar e vamos reconhecer firma em cartório. Ahh também já redigimos uma carta explicando toda essa história e inclusive vamos mandar traduzir todo o histórico do e-mai dessa saga com a a HP DXC. A pergunta é: Será que temos chance? Espero que sim, pois temos 500 pontos pelo EE e a chance de entrarmos é grande.

    • Oi Jocilene! Tudo bom?

      Nossa que história complexa né? Como eles adoram complicar as coisas no Brasil, hehehe. Então, pode ficar tranquila que você tendo uma carta dizendo que ele trabalhou lá e tendo outros documentos que possam comprovar os valores ganhos ou a carga horária dele já está mais que suficiente.

      Pode ficar tranquila pois não é nem aconselhável que o número do NOC esteja escrito na carta da empresa ok? Então isso não é necessário tá? Afinal a pessoa que está escrevendo a carta deve falar a verdade e não seguir o guia do CIC entende?

      Não acho nem que você precisavam de documentos de homologação. Nem acho que precisa de tantas cartas de amigos assim. No máximo 2 já bastariam para reforçar, mas pode ficar tranquila. A empresa deu a carta! Isso é o mais importante!

      Vai dar tudo certo sim! Estaremos aqui esperando vocês voltarem aqui para contar para gente como deu tudo certo daqui uns 6 meses hehehe!

      Abraços,
      Rey

  15. Olá, tive uma empresa por 6 anos e vendi ela mês passado porém continuei a trabalhar nela. Posso pedir ao meu chefe agora para fazer uma carta referente aos 6 anos que trabalhei nela ou eles conseguem saber que nesse período eu que era o dono?
    Obrigado e parabéns pelo trabalho

    • Ei Eduardo, tudo bom?

      Então, é sempre desaconselhado omitir esse tipo de informação CIC. Eu acho que o seu chefe atual pode fazer a carta e dizer quais as suas funções no período anterior à venda e depois uma segunda carta descrevendo suas funções nessa situação. Agora se eles conseguem saber se a empresa era sua ou não, não tenho como saber.

      Aconselho buscar no fórum do canadavisa. Sempre tem coisas legais lá e casos diferentes como o seu por exemplo.

      Abraços,
      Rey

  16. Olá.

    Muito bacana o blog de vocês. Está ajudando diversas pessoas que estão aplicando pelo Skilled Worker Program.

    Tenho uma pergunta bem simples para fazer (e vi que um dos leitores que é empreendedor já fez uma pergunta parecida): vocês saberiam dizer quais documentos usados para quem é DONO (que de acordo com a descrição do CIC é válido para a aplicação) de uma empresa de comércio para aplicar através do NOC 0621 – RETAIL AND WHOLESALE TRADE MANAGERS NOC 0621?

    Procurei em inglês por esta informação mas não obtive êxito.

    Obrigado pela ajuda!

    Paulo C

    • Ei Paulo! Que bom que o blog esta ajudando muita gente! Essa era exatamente a nossa proposta.

      Quanto a sua duvida, eu realmente nao sei dizer quais documentos voce poderia usar para comprovar isso. Realmente na descricao da funcao existe a opcao OWN the business. Isso ja ‘e muito bom. Aconselho, se voce nao encontrar a informacao no canadavisaforum, que voce procure um consultor de imigracao para te orientar melhor quanto a isso ok?

      Abracos,
      Rey

  17. Boa tarde,

    Obrigado pelo padrão do Certificate of Employment.
    Uma pergunta, em relação as informações que colocam na carta, personal ID e Social Identification Number, a primeiro é carteira de identidade do Brasil ou seria algum ID do Canada? O Social Identification Number é o SIN Number ou o CPF do Brasil? Por ser referências do Brasil, muitas vezes ainda não temos o SIN Number do Canada.

    Obrigado.

    • Oi Sergio, tudo bom?

      Agradeço a valorização da informação que fornecemos. É sempre bom ter esse reconhecimento. Sobre as suas dúvidas, é isso aí mesmo. Use os números e dados equivalentes aos dados no Brasil. Não precisa ser ID Canadense nem SIN number daqui. Seria o CPF e seu número de ID do Brasil mesmo.

      Boa sorte!
      Abraços,
      Rey

  18. E se mentir na declaração???? Tipo, quer dizer da pra mentir ne, mas imagino que se descobrirem, o que não é dificil descobrir hj em dia. Tenho cidadania italiana e a certidao do meu bisavo veio num papel chamex A4 sem timbre nenhum e nem mesmo assinatura nem nada.

    • Carrione, tudo bom?

      Eu não entendi muito bem a sua pergunta, mas sobre mentir no seu processo do EE eu desaconselharia. Caso seja descoberta a mentira, seria considerado fraude e a pessoa fica 5 anos sem poder aplicar para qualquer tipo de visto no Canadá.

      Abraços,
      Rey

  19. Hola Rey, tudo bem? Gosto muito do seu Blog e esclarece muitas duvidas. Obrigado. Pensando a respeito do NOC, entendo que para o EE deve ser 0, A ou B, certo? No meu caso, tenho 4 anos de experiencia em um NOC “B” e outros 5 anos em um NOC “C”. Como funcionaria o processo e a carta de referencia? Os 4 anos de NOC “B” sao suficiente? No site da CIC fala ter minimo 1 ano Full Time.
    Nesse caso nao precisaria da carta da empresa com NOC “C”, ja que nao aplica para o EE?
    Muito obrigado pelo apoio e ajuda.
    Um Abraco.

    • Oi Henrique, tudo bom?

      Obrigada pela visita ao blog. Respondendo suas dúvidas: sim o NOC TEM QUE SER 0 ou A ou B. Esse seu NOC que é C não é válido para o EE e portanto não precisaria da carta dessa empresa ai não. Os 4 anos de NOC B são suficientes ok?

      Abraços,
      Rey

      • Obrigado Rey. Ultima pergunta: Nao sei se voce sabe como funciona, mas receber um convite PNP, existe a possibilidade de pagar a taxa ( por volta de 1.500CAD) e nao dar certo ou nao ser aprovado? Pois o valor nao é barato e ainda tem que pagar tambem as taxas do ITA. Em resumo, se tem uma boa pontuacao, vale a pena pagar o PNP ou esperar o ITA? Acredito que o PNP demora mais tambem o processo. Muito obrigado.

        • Henrique, tudo bom?

          Então, o PNP normalmente é mais caro e demora coisa de 1 a 2 anos a mais que o EE. Eu aconselho os PNPs se for impossível para o seu perfil atingir pontuação necessária no EE. Em alguns casos, para quem é mais velho e já teria mais dificuldades de aumentar bem a pontuação por causa da idade seria uma excelente ideia o PNP.

          O PNP também me parece uma melhor ideia para quem já mora naquela província e sabe que quer continuar lá. De qualquer forma é uma escolha muito pessoal. Tem gente que prefere o PNP. E sim, o PNP, ou o EE podem não dar certo no final e você ter o visto recusado. Acontece. Nada nessa vida é garantido. Para o EE eu sei que uma das taxas (que é a de emissão do visto) seria devolvida caso você não seja aprovado (pois não haveria emissão de visto certo?), mas a outra taxa de análise do processo, é paga e “perdida” sim.

          Espero ter esclarecido!
          Abraços,
          Rey

  20. Olá pessoal, parabéns pelo excelente blog! Eu tenho duas dúvidas: preciso mandar cartas de todas empresas que trabalhei referente ao NOC nos últimos 10 anos? Ou posso mandar só o que comprova 3 ou mais anos (que é o máximo de pontuação que dá no EE)? Faz alguma diferença?

    Outra dúvida: trabalhei em uma empresa em dois períodos diferentes (saí por um tempo, depois voltei). Posso colocar or dois períodos na mesma carta?

    • Olá Gabriel, tudo bom?

      Não precisa mandar cartas de todas as empresas, o que comprovar o suficiente para a pontuação você manda. Acredito que você não possa colocar dois períodos na mesma carta não. Seu ex-chefe teria que fazer duas.

      Abraços,
      Rey

  21. Oi casal!
    Muito obrigada por compartilhar todo esse conhecimento!
    Se possível, me esclareça uma coisa… Quem deve assinar a carta é o seu chefe ou o RH? Meu chefe não trabalha mais na empresa. 🙁
    Obrigadão!

    • Olá Carol, tudo bom?

      Olha quem assinar a carta precisa trabalhar na empresa que você trabalhava. Se não for o RH pode ser alguém que está na função de chefe e que tenha conhecimento da sua função no passado.

      Boa sorte!
      Abraços,
      Rey

  22. Olá Rey!
    Tenho uma carta de recomendação da empresa na qual trabalhei por 10 anos, sendo os últimos 7 anos como analista de desenvolvimento de sistemas.
    Infelizmente essa carta é muito simples, diz que eu trabalhei naquela empresa por tanto tempo e meu cargo foi tal, fim.
    Já sondei o RH e antigos chefes e a possibilidade de que eu redija a carta e entregue para assinatura é praticamente nula
    (Estamos falando de uma empresa bem conservadora)
    Eu trabalhava no regime CLT. Você tem alguma sugestão para conseguir essa comprovação ? Obrigado!

    • Olá Arthur, tudo bom?

      Olha, quando as pessoas não conseguem a cartas nos moldes pedidos o melhor é mandar tudo que você tiver de comprovação. Cópia da carteira de trabalho, cópia de contrato, cópia de contracheque e tudo mais que você tiver para comprovar seu vínculo. Lembrando que tudo isso vai precisar de tradução juramentada, mas conheço pessoas que fizeram assim e deu tudo certo. Já estão no Canadá como PR a alguns meses.

      Boa sorte!
      Abraços,
      Rey

  23. Que blog bacana. Amo o humor de vocês. O pior (ou melhor) ainda não sei, é que eu entendo todas as piadas! Será que sou nerd também?! kkkkk. Enfim tenho uma dúvida. Estamos na reta final faltam 30 dias e nossa casa acaba de ser vendida. Era só o que faltava. Nesta etapa está escrito no site (naquele ponto de interrogação ao lado do item do Employment Records) de pegar a carta do employer e também diz pra incluir os PAY STUBS (olerites eu creio) IF YOU HAVE THEM. Pois I HAVE THEM! ALLLLL OF THEM!!! Tenho tudo organizado. Só que a tradução juramentada deles deu mais de R$700,00 reais. Já pesquisei pra todo lado sobre isso. Será que é necessário?

    Estou preocupado com isso porque consigo comprovar 1 ano e 6 meses do meu NOC por essa empresa. O resto da experiência já era como autônomo. Sou psicologo e estou providenciando cartas de clientes para comprovar.

    • Olá Samuel, tudo bom?

      Olha corre o risco de você ser nerd também! No fundo no fundo todo mundo tem seu lado nerd. =)
      Com relação aos pay stubs… se você tiver e quiser acrescentar alguns, acho que pode ser feito, mas o pessoal só utiliza os pay stubs se não conseguir a carta do empregador nos moldes do CIC. Que eu saiba de relatos online, quem usou isso dos pay stubs acrescentou alguns do primeiro ano, alguns do meio e alguns do último ano. Acho que seria válido se você não possuir a carta nos moldes e aí você acrescenta uma LOE dizendo que todos os arquivos iriam ficar muito grandes pro limite de 4mb. Agora, aconselho sempre pesquisar no canadavisa forum e ver o que o pessoal fez.

      Boa sorte!
      Abraços,
      Rey

  24. Oi, Rey! Cá estou eu de novo, rs. Fiquei com duas dúvidas. Na carta que vc disponibilizou de modelo, não entendi o que seria em “She worked as of XXXXXXXXXX until XXXXXXXXXX an average of XX hours/weekly.”. Qual seria a informação em as of X until X? Além disso, trabalhei 3 anos numa msm empresa, msm cargo, mas o salário teve umas 6 alterações que estão especificadas na carteira como “Antecipação de dissídio” ou “dissídio”. Tenho q colocar tds essas alterações na carta? Mais uma vez obrigada.

    • Ei Lissa, tudo bom?

      Nesse espaço aí teríamos as datas – as of December, 2007 until January 2015 an average of 30 hours/weekly. Sobre a questão das mudanças de salário, você pode colocar as mais significativas e a duração do salário mais próximo do atual. Normalmente eles querem saber do último ano, eu só coloquei o do meu ano anterior pois salário de professor é variável de acordo com horas trabalhadas entende?

      Não tem muita preocupação quanto a essas mudanças. Não é bem isso que eles querem saber. Pensa em usar a sua última declaração de imposto de renda desse cargo como base para o salário do último ano. Acho que assim fica mais fácil.

      Abraços,
      Rey

  25. Olá Rey,
    Eu tenho uma dúvida. Quanto ao título do cargo que é colocado na carta (“She worked as of XXXXXXXXXX”), ele deve bater exatamente com um dos títulos apresentados no NOC?

    A pergunta deve-se ao fato que meu cargo era “IT Project Manager”, mas no NOC é usado o termo “Computer Projects Manager”. Uso o cargo que a empresa utiliza ou adapto à descrição do NOC?

    Obrigado

    • Gabriel, seu título escrito na carta deve ser fiel a sua função na empresa. A descrição da sua função que deve bater com a descrição do NOC que você declarou. O governo analisa pelo o que você faz e não pelo nome da sua função. Abraços!

  26. Olá, tudo bem?

    Tenho uma dúvida, se puder me ajudar. Minha principal função hoje em dia é english/portuguese instructor, acredito que os nossos NOCs sejam o mesmo. Porém, não sei extamente como provar minha experiência de trabalho. Ao terminar minha faculdade em 2010 (trabalhei 2009 e 2010 como english instructor em diferentes escolas), fui fazer intercambio nos EUA como Au Pair, fiquei 2 anos. Voltei ao Brasil trabalhe mais 6 meses como professora e voltei para os EUA para fazer Mestrado (2014 e 2015) nos EUA não se pode trabalhar enqto estuda, apenas após completar o mestrado, entao só trabalhei 1 ano part time em uma escola de linguas e como private tutor, e nesse ultimo ano trabalhei dando aula de ingles e portugues online, pela escola (remotamanete) e por conta.
    Qual seria a minha luz? Para dar os 3 anos de experiencia peço carta para todos os meus empregadores desde 2009? Poderia juntar cartas dos meus alunos particulares?

    Muito obrigada!
    Beatriz

    • Olá Beatriz! Acho que vc mesma já respondeu a sua pergunta. A saída é ter cartas de todas as pessoas que te empregaram até totalizar 3 anos. Acredito que alunos particulares não valeriam como empregadores pois não há vínculo empregatício. Porém você pode ver no Canadavisa fórum se alguém tem mais informações sobre esse tipo d situação. Boa sorte!

  27. Gente eu sou advogada autônoma. Alguns clientes eu tenho contrato e outros escritórios eu presto serviços para eles. Como eu comprovo a experiência para o EE?
    Grata se for possível. Me. Responder.
    Ah! E como seria a carta de recomendação de alguns colegas?

    • Aline, tudo bom? Aconselho pesquisar no Canadavisa forum. Eu não sou autônoma e também não sou consultora de imigração então só posso realmente te dizer do que eu fiz. Boa sorte na procura!

  28. Olá! Já estou no Canada como estudante e comecei agora a ler sobre o processo do EE.
    Recebi várias dicas para ler seu site, e realmente é muito completo. Parabéns!
    Tenho 2 dúvidas sobre a carta de experiência e antecipadamente agradeço!
    1)Preciso colocar o NOC na Carta? Ou só o nome do cargo resolve? (ex.: Manager of Corporate Projects);
    2) Se a carta já for feita 100% em inglês (inclusive o nome do cargo), mesmo assim preciso enviar com tradução juramentada?
    Muito obrigada

    • Gabriela, o NOC não deve constar na carta. Seu empregador não deve saber os NOCs e isso não é esperado deles e nem da carta. Se a carta for feita em inglês, não precisa de tradução não. Boa sorte.

  29. Oi Rey, não sei se vc pode me ajudar, mas vamos lá… Se eu for uma enfermeira, por exemplo, que passou em um concurso público, agora sou uma funcionária pública, a carta de comprovação quem pode dar é meu chefe mesmo ou algum órgão do governo?
    Desde já, obrigada!! Adoro seu blog

      • Ola! Primeiramente obrigada por todo auxílio! Eu sou professora concursada estadual e a diretora da minha escola escreveu uma carta muito simples. Quais documentos adicionais devo apresentar para complementar? Obrigada!!

        • Andrea, todo e qualquer documento que possa comprovar as informações que ela não detalhou. Por exemplo, ela não colocou seu salário? Pode usar os contracheques ou a declaração de imposto de renda. Sobre tempo de experiência, seria bom pegar cartas de colegas de trabalho e etc. Obrigada pelo carinho! Abraços!

  30. Oi Gente!
    Estou começando o processo para o express entry e estou amando ler o site de vocês!
    Fico com uma dúvida… com relação as comprovações de emprego, eles não aceitam a tradução juramentada dos registros na carteira de trabalho?
    Questiono porque é sempre complicado pedir a carta para o empregador atual…

    Muito obrigada!!

    • Dâmaris, eles aceitam sim. Porém não é o padrão deles. O que eles pedem é a carta do empregador. Você pode no entanto fornecer dados reais que corroborem a sua afirmação de estar empregado em local X se não quiser pedir a carta. Tem muita gente que fez com a carteira de trabalho e já é PR hoje. Abraços!

  31. Olá, to adorando o blog. Cheguei aqui pelo “Dicas para quem trabalha remotamente”. Eu estou na mesma situação do Han. Eu tenho quase 2 anos pra comprovar de work experience mas trabalho remotamente para um escritório nos EUA. A empresa não tem CNPJ no Brasil então eu abri uma empresa apenas para fins legais de recebimento. Como eu faço para comprovar isso. Faço como vocês fizeram. Peço uma carta do meu chefe nos EUA falando que trabalhava de forma remota e coloca o endereço do Brasil mesmo nao tendo CNPJ… por favor me ajuda.

    • Renan, acho que você mesmo já respondeu a sua pergunta. No caso do Han ele pediu a carta e o chefe dele deixava bem claro que ele trabalhava remotamente. Abraços!

  32. Oi Rey tudo bem?
    O blog de vocês é simplesmente sensacional!
    Uma dúvida, olhando as posições que passei me encaixo em diferentes NOC’s, dependendo do cargo e da função que passei, isso tem algum problema? Outra dúvida, trabalho há 5 anos na mesma empresa (onde já passei por 4 posições diferentes, mas sempre em finanças), posso usar somente essa empresa para a carta do empregador? Das empresas anteriores uma inclusive fechou e não tenho contato com ninguém. Abraços!

  33. Oi Casal!
    Já li todos os posts e parece que sempre encontro informação nova rs
    Para comprovar experiência de trabalho vocês só mandaram a carta do modelo? No caso eu só tenho um emprego para comprovar e meu chefe poderia assinar em inglês. Mando só essa carta, com as informações do atual emprego? Sem recibos de pagamento?
    Obrigada!!

    • Ei Simone! É muita informação, tem que ler várias vezes hehehe! É isso mesmo, é só a carta! O ideal é que esteja em papel timbrado e assinada e carimbada. Abraços!

  34. Oi Rey,
    No meu caso eu e meu marido somos autônomos(socios) e temos empresa com CNPJ, mensamente emitimos notas para clientes, como ficaria nossa comprovação, visto que não seria da forma tradicional(cartas de empregadores).? Pode me ajudar? Obrigada!

    • Olá Laís! Olha, eu realmente não sei te informar sobre isso. Nós não somos consultores de imigração e realmente só podemos falar do que nós fizemos. Aconselho pesquisar no Canadavisa forum (link na lateral direita do blog), lá tem tudo quanto é tipo de caso! Abraços.

  35. Rey,

    Eu trabalhei minha carreira inteira na empresa do meu pai. É possível comprovar experiencia através disso?
    O procedimento é o mesmo ou existe alguma outra burocracia devido ao parentesco?

    • Eloá, não posso te dar muitas informações sobre isso. Aconselho sempre o Canadavisa forum pois nós não somos consultores de imigração e só podemos dizer o que nós mesmos fizemos viu?! Abraços!

  36. Rey e Han, help me!!!
    Infelizmente caí na burrada de colocar TODAS as minhas experiências profissionais (algumas nem estão relacionadas ao meu NOC) no formulário do EE e agora que recebi o ITA, eles me pediram uma carta de todas elas!
    De um total de 5 empresas, consegui a carta de 3. O problema é que as outras duas empresas não existem mais..uma fechou e outra foi comprada. Sei que vocês não são consultores de imigração mas..o que vocês fariam no meu lugar? Como comprovariam nesse caso? Tô sofrendo demais com isso!!

    bjs e obrigada!

    • Ariane, menina! Que situação né? Olha, eu honestamente não sei o que te dizer! Te aconselho buscar ajuda profissional ou vasculhar o canadavisa forum até encontrar alguém com caso semelhante. Boa sorte! Depois volta para contar como resolveu! Assim você ajuda um futuro canadense também! Abraços!

  37. Olá, Rey e Han! Primeiramente, parabéns pelo blog! Eu e meu marido estamos aplicando sozinhos graças às informações disponíveis aqui!
    Recebi o ITA para aplicar para o FSW mas estou com algumas dúvidas em relação aos documentos que tenho que fazer upload, na parte do Check List. Por isso, quero saber se podem me ajudar em alguma delas.
    Primeiro, vou comprovar 4 anos de carteira assinada aqui no Brasil como assistente administrativa.
    – Além da carta de referência, devo anexar todos meus holerites/contracheques ou posso colocar apenas alguns? Pois seria muita coisa pra traduzir ($$$) e o documento ficaria bem grande.
    A outra dúvida que tenho é na parte do Passaporte.
    – Meu passaporte atual, que está válido e viajarei com ele, não contém nenhum carimbo ou visto. Já o meu antigo tem visto americano válido e carimbos de viagens. Devo anexar o antigo também ou apenas o atual que eles estão pedindo?

    • Ei Gabriela, tudo bom? Agradeço os elogios ao blog e fico muito feliz de saber que já estão com o ITA em mãos #maisbrasileiros UHULL! Olha, eu sei que é difícil de acreditar, mas você só precisa da carta do seu empregador mesmo. JURO! Não precisa de contracheque e etc não. É só a carta e pronto!

      Sobre os passaportes, eu não estou conseguindo encontrar o post q eu falei sobre isso, mas tem que botar todos os passaportes que você tiveram nos últimos 10 anos. TUDO! Todas as folhas com carimbo né? AS em branco não precisa! hehehe Isso é para comprovar o seu travel history que é dos últimos 10 anos!

      Boa sorte viu? E conte com blog! Abraços!

      • Olá Rey,

        Seu blog, como sempre, muito bem escrito e nos ajudando muitooo! No entanto surgiu uma dúvida ao montar o arquivo dos passaportes. Lá no post “Adiantando os documentos enquanto você espera seu ITA – se preparando para o pós ITA” na sessão “passaportes” vc diz para não ter gaps na ordem das páginas, então digitalizei todas as páginas e fiz um sumário indicando a página que tem os carimbos e vistos. Mas no comentário acima vc diz para colocar apenas as páginas que tem carimbo. Estou entendendo errado? meu receio é o oficial de imigração “achar ruim” um arquivo com muitas páginas em branco. Desde já agradeço! Abraços!

        • Cris, você faz assim: coloca todas as páginas até a última página que tiver carimbo. Aí se depois dessa página não tem mais NADA, nenhum carimbo nem nada, não precisa colocar. Ficou mais claro? Espero q sim! Fico feliz que o blog tem ajudado vocês! Abraços!

  38. Olá pessoal!

    Fiquei com uma dúvida no texto “Quando você muda de função dentro do mesmo emprego, como proceder?”, na parte que diz: “Mas se o seu chefe tiver sido o mesmo durante todo o processo de promoções, isso pode dar uma sinalização para o governo canadense. “.

    Essa sinalização é positiva ou negativa? Pergunto pois me enquadro neste caso, tenho 6 anos na mesma empresa e várias funções para declarar.

    • Rafael – compartilhando o que fiz… no meu caso eu fiz uma carta única para a empresa que eu trabalhei. Inclusive, trabalhei lá alguns anos, saí e voltei depois, daí então coloquei todos os períodos (tipo de 01/01/2007 a 01/01/2009 – cargo XYZ, 08/10/2010 a 09/10/2013 – cargo ABC) em uma carta única e o meu último gerente assinou. No salário, coloquei o último salário anual apenas. Não tive problemas.

  39. Olá!
    Gostei muito das informações, parabéns pelo trabalho e pela clareza nas explicações!!!

    Eu consegui a pouco tempo o visto para estudante e irei para o Canadá em Julho / 2018. Vocês acham interessante já iniciar o processo de residência agora ou aplicar apenas quando estiver lá?

    Vou correr atrás das minhas cartas.

    Obrigado.

    • Ei Rodrigo, tudo bom? Olha, só você pode julgar se é interessante para você ou não. Você planeja imigrar depois? Se a resposta for positiva, acredito que sim! Abraços!

  40. Olá! Tenho algumas dúvidas sobre a comprovação de trabalho. Queria saber se você colocou comprovantes de pagamento ou contra cheques na sua aplicação ou se somente a carta eles julgaram o suficiente. Como autonoma eu trabalhei em alguns escritórios (como advogada), mas além dos contratos de trabalho e cartas dos clientes, eu não tenho uma comprovação de contra cheque ou nada do tipo.

    Obrigada pela atenção

    • Bárbara, somente a carta do empregador é suficiente se possuir todos os dados pedidos pelo governo canadense. Para ficar mais claro ainda: não utilizei contracheques hora nenhuma. Abraços!

      • Oi Rey, obrigado pelo conteúdo! Muito bom! Parabéns!

        Você tem algum link com esses dados pedidos pelo governo canadense? Tenho um ex-chefe que não está confortável de colocar o salário na carta.

        Obrigado!

  41. Rey, duas dúvidas!! Como comprovar experiência de trabalho quando se é autônomo? No meu caso eu e meu esposo temos uma empresa de pequeno porte desde 2010; ele é engenheiro civil e eu “advogada”, as aspas são porque não atuo na profissão a um bom tempo. Na nossa empresa eu faço a parte administrativa e financeira e ele cuida do comercial/vendas e acompanhamento dos serviços que prestamos em acabamento para obras de construção civil.

    Minha outra dúvida é, preciso ter o valor necessário para o proof of funds a quanto tempo na minha conta antes de criar o perfil?

    Agradeço se puder responder.

    Abraço

    • Alyssa, eu realmente não sei como comprovar a experiência para autônomo. Nós não somos consultores de imigração e só relatamos aqui o que nós fizemos. Aconselho buscar informações sobre isso no canadavisa forum. Aconselho ler esse post aqui para tirar sua dúvida sobre proof of funds. Abraços!

  42. Casal Nerd vocês possuem o melhor blog sobre o Canadá!!! É muito bacana ver vocês relatando as suas experiências e ajudando as pessoas. Parabéns 🙂

    Queria saber se vocês poderiam me ajudar em relação ao comprovante de experiência de trabalho?

    Primeiramente eu trabalhei como estagiário de engenharia civil full-time remunerado numa empresa por 2 meses e depois logo em seguida, quando me formei, a mesma empresa me contratou para trabalhar como engenheiro por 11 meses. Assim, se essa empresa fizer uma carta dizendo que trabalhei nela por 13 meses no mesmo NOC e indicar que tive essa evolução, ela séria aceita para comprovar o 1 ano de experiência?

    Agradeço desde já pela atenção e trabalho feito.

    • Gui, tudo bom? Agradeço demais o elogio! Olha, ao meu entendimento, se as suas funções não mudaram, somente o título mudou, seria aceito sim. Agora quero reforçar q eu não sou consultora de imigração e não tinha um caso parecido então não posso dar certeza. Assim aconselho procurar no canadavisa forum ou em grupos por aí e ver se encontra alguém com um caso semelhante e que deu certo. Abraços!

  43. Oi lindo casal “canadense” 😀

    Eu e minha esposa estamos querendo imigrar para o Canada. Sou engenheiro com passagens em algumas empresas e muitas áreas diferentes, o que me deixa um pouco aflito pois oficialmente nunca exerci a função de engenheiro, mas na prática sim.

    Estou com uma dúvida, essas cartas devem seguir algum modelo específico? Devem também ser autenticadas em cartório ou somente traduzidas?

    Obrigadoo.

    • Lucas, tudo bom? Agradeço o “lindo” HAHAHA. Olha só, no final do post tem um link que na verdade é para você baixar o modelo da carta. É o último link do post. Nada precisa ser autenticado em cartório NUNCA para o processo do express entry ok? Mas tudo que estiver em português sempre deverá ser traduzido. É isso! Boa sorte!

  44. Olá pessoal, tenho a seguinte dúvida:

    Uma das empresas pela qual trabalhei teve a filial brasileira vendida após minha saída, com inclusive mudança de nome. O nosso diretor se encontra disposta a assinar a carta, mas tenho dúvida do que precisa ser feito para comprovar que realmente trabalhei lá, evitando-se dúvidas desnecessárias da imigração.

    • Renan, tudo bom? Se você tiver a carta com a logo e a assinatura dele, acredito que basta ele acrescentar nessa carta que essa empresa se chamava pelo nome X até tal data, assim você não deve ter problemas. Aconselho também buscar no canadavisa forum para ver se encontra casos semelhantes. Abraços!

  45. Amei as explicações, realmente serão de grande auxílio. Tenho uma dúvida e gostaria de saber se podem me ajudar. Eu tive 2 anos de estágio Remunerado na empresa que trabalho atualmente, e gostaria de saber se esses 2 anos contam como experiência para o EE. Visto que se for referente a horas trabalhadas, eu trabalhava 30h por semana.

    • Matheus, é possível somar qualquer tipo de experiência remunerada, mas quanto tempo será contado, é um pouco diferente pois depende do full-time canadense. Aconselho procurar sobre o assunto no canadavisa forum. Abraços!

  46. Arrasou no post , ajudando geral 🙂
    lí alguns comentários , mas mesmo tenho uma certa dúvida. Não sei se sabe me informar com esse detalhe, mas vamos lá: Sou designer , prestei serviço remotamente como freelancer / contrato em 2012-2015 para uma empresa ( hj está desativada, mas até consultei o cnpj e consta ativa) .

    -Nesse caso , devo colocar na carta de experiência constando que prestei serviço home-office , endereço da minha casa + endereço antigo do local que prestei serviço?
    – por estar desativada , o proprietário pode assinar com o carimbo da antiga empresa , ou só assinatura dele basta?
    – se deixou de existir o local, msm assim coloco o endereço ?
    – seria interessante anexar contrato ou recibo de pagamento ? ou a carta já ta valendo, e aguardo um posicionamento do CIC?.

    abraços.

    • ahh , esqueci de acrescentar, como era contrato e não tinham horas exatas e sim por serviço/ remuneração mensal , o proprietário disse que assina com quantas hrs eu solicitar , isso seria um risco? algum problema?

      • Jhully, eu vou ser bem sincera e te dizer que eu não sei! HAHAHA Sorry! Mesmo o Han que estava trabalhando remotamente, pediu aos superiores dele a carta, e eles fizeram. A empresa não estava fechada. Eu te diria para procurar no Canadavisa forum. No mais, faça a carta com o máximo de detalhes possível para evitar problemas. Abraços!

  47. Olá Rey, estamos querendo aplicar mas temos uma dúvida quanto a isso. Ela tem diploma em gastronomia e trabalha como personal chef a alguns anos, porém o único empregador dela é uma pessoa física. A carta de recomendação pode ser feita por pessoa física ou eles devem implicar com isso? Você já viu algum caso assim? Além da carta precisa mais de que? Contra-cheque, INSS, etc?

    • Ei Ren! Olha, pelo o que eu já vi, você deve acrescentar dados financeiros na medida do possível. Temos um texto excelente do Samuel que era autônomo (psicólogo) e tinha contratantes pessoa física. Você já leu o texto dele? Acho que vai te ajudar a esclarecer o que é possível vocês fazerem. Agora boa notícia é que no caso dela, é possível também aplicar pelo Federal Skilled Trades. O Trades tem draws semi anuais com pontuações mais baixas. Estou deixando aqui os links para os textos que explicam um pouco sobre isso. Se tiver mais dúvidas, vai deixando comentário que eu vou tentando ajudar viu?! Abraços!

      • Rey, obrigado pelas dicas! Mas como eu sei se da pra aplicar pelo FST? Tem algum simulador? A gente só aplicaria normal e seria chamado pra esse ou tem a opção de selecionar FST no cadastro? Não sabemos como é o formulário de aplicação! Desculpas as muitas perguntas, mas esse Federal Skilled Trades nos deu uma grande luz!

        • Ren, você tem que fazer o teste de eligibilidade. Esse não seria o CRS tool calculator, ele define para qual programa o seu perfil seria melhor. Pelo o que eu entendo do sistema do express entry, ele vai te colocar na categoria que voicê melhor se encaixar conforme o seu perfil, mas posso estar enganada. Aconselho buscar no canadavisa forum por mais informações sobre FST. Boa sorte!

        • Ren, eu te aconselharia a procurar mais informações no site do CIC mesmo e no canadavisa forum. O link do forum fica na lateral direita do blog. Sempre tem alguém que já fez o processo de uma forma X por lá que pode te dar uma luz maior! Abraços!

        • Ren, essa agora você me pegou. Assim eu nem sei daonde você tirou esse trecho HAHAHA. Tem certificate of qualification em todos os tipos de processo. Eu realmente acho que de qualquer forma o ideal é fazer o ECA pela WES, mas aconselho mesmo achar alguém no canadavisa forum que tenha feito o FST e consiga te ajudar melhor. Mil desculpas mas eu não fiz esse processo, não sei tão bem sobre ele. Abraços!

          • Relaxa! Sem problemas, vi isso no site mesmo do governo explicando o Trades, o processo parece ser igualzinho mas com algumas exigências a mais. Quando der certo a gente manda um texto pra vocês explicando como foi tudo, quem sabe ajudamos outras pessoas!

  48. Muito legal o blog, parabéns! Tenho uma pergunta! Sou do noc 4021 English teacher Tambem. Trabalhei na mesma empresa por 7 anos e agora em outra por mais 1. Mas meu contra cheque não dava as 15hrs por semana apesar dos meus trabalhos extra em casa de correção, etc etc. Será que tem problema pedir pro empregador uma carta falando que eram em média 15hrs?

    • Callebd, no meu caso também houveram épocas em que eu trabalhava menos de 25 horas mensais por exemplo na escola. O importante é que totalizando a soma das horas você tenha o equivalente ao mínimo de 3 anos de 40 horas mensais trabalhadas. Eu também adicionei sim planejamento e etc. Eu escrevi algo desse tipo: She worked as of April 2009 until December 2010 an average of 11 hours/weekly in class time plus 2 hours/weekly of planning classes or performing administrative tasks. Eu que escrevi a minha carta em inglês já e só repassei para a minha chefe assinar. Obviamente ela era professora anteriormente e entendeu absolutamente tudo da carta, confirmou e assinou. Acho mais fácil assim do que pedir pros outros escreverem. Boa sorte aí! Abraços!

  49. Olá, Giovanna! Tudo bem? Super, super parabéns pelo excelente trabalho, tanto com o blog quanto com o seu empreendedorismo com as aulas para os exames!! Quero ser você quando crescer. Hehe!

    Sou professora de inglês e espanhol há 7 anos, em escolas de idiomas. Não tenho licenciatura, apenas bacharelado e pós em Relações Internacionais, mas tenho aquela certificação do TESOL/TESL. Pensei também eu fazer um mestrado a distância em TEFL e a certificação CELTA, antes de aplicar no EE.

    Ando pesquisando, se haveria campo para docência de inglês no Canadá, não sendo “Native English Speaker”. Então…

    1- Gostaria, muito, muito de saber sobre a sua experiência buscando emprego como English Teacher (se você buscou nesse campo).

    2- E, se você acha que vale a pena investir em mais qualificações aqui em English Teaching considerando o mercado de trabalho na docência de inglês, no Canadá.

    Muito obrigada! 🙂

    • Josi, tudo bom?

      Eu demorei para te responder por que estava na esperança de conseguir escrever um post completíssimo sobre a nossa carreira e tal aqui antes de te responde, mas como já deu uma semana e eu não consegui fazer o post, vou te responder logo hehehe! Eu espero q em breve saia um post sobre isso ok?

      Aqui no Canadá eles pedem CELTA ou TESOL para poder lecionar em escolas de ESL. Para escolas regulares somente com formação e após certificado pelo governo (tem todo um processo para isso na realidade). Em cidades conhecidas como pontos preferidos pelos alunos para virem e estudarem ESL tem muito mercado (Vancouver e Toronto especialmente).

      Eu me empreguei como ESL teacher/instructor em 3 locais diferentes e nunca tive problemas para me colocar. Vale acrescentar que além do CELTA, eu possuo CPE, CAE E TKTs, esses 3 todos com resultado BAND A ou 5 estrelas hehehe. Isso ajudou em muitos casos pois quem trabalha na área sabe a dificuldade que é tirar um A score num CPE.

      Por isso para responder a sua segunda pergunta: eu acho que vale a pena investir em CPE/CAE se você ainda não os possuir. Se você já tem TESOL ou CELTA, vai depender do mercado e da época. O mercado de ESL é muito sazonal. Tem época que só faltam implorar para você trabalhar (verão) e tem época que as escolas ficam as moscas e os professores ganham muito menos. E aí ninguém contrata pq mal mal tem carga horária para quem já está dentro.

      Se vc quiser saber sobre escolas regulares, aconselho olhara as regras da província que pretende morar. Cada província tem a sua regra.

      Abraços,
      Giovanna

  50. Olá, gostaria de tirar uma dúvida.

    Aqui no Brasil sou engenheiro civil, porém as funções que exerço se encaixam no NOC de Civil Engineering Technician, no qual pede uma formação técnica em engenharia civil no Canadá.

    Há algum problema em emitir a carta de recomendação nessas condições? Eles pedem que envie junto a formação?

    • Pablo, tudo bom? Olha sobre NOCs, a recomendação nos fóruns e no site do CIC é que você encontre um NOC que as descrições da função se encaixem com o que você faz. O meu NOC dizia College and other instructors. Eu não era professora de universidade, mas pela descrição esse era meu NOC. A carta do empregador deve bater com as funções e é isso. Agora se você ficar muito na dúvida, busca no canadavisa forum ou procure um consultor de imigração ok? Abraços!

  51. Oi Giovana, tudo bem?

    Tenho uma curiosidade: os empregadores de vocês receberam alguma ligação confirmando as informações? Estamos no processo e tô curiosa pra saber se eles ligam mesmo para checar! RS

    Obrigada por todas as dicas, são maravilhosas.

    Bjs

    • Ei Julia! Olha nenhum dos nossos empregadores recebeu nenhuma ligação! Eu não tenho muitos relatos sobre isso, só a nossa experiência mesmo. Boa sorte no processo e continue seguindo o blog que sempre tem muita dica legal! Abraços!

      • Olá Giovanna, tudo bem? Primeiro parabéns de verdade pelo trabalho, já que demanda muito tempo e é feito inteiramente com o propósito de ajudar outros!!
        Eu tenho uma duvida e já que é relacionado, posso perguntar por aqui mesmo. No caso da ligação para o empregador, é feita por um agente aqui no Brasil em português mesmo? Pois penso em fazer a carta em inglês e explicar/traduzir para meu chefe na hora de pedir a assinatura. Porém, fico com receio de enviar em inglês e consequentemente, a ligação seja feita em inglês também.

        Mais uma vez, parabéns e já agradeço pela atenção.

        • Arthur, eu não tenho como te confirmar se haverá ligação e qual língua será falada na ligação. É comum os fóruns e grupos afirmarem que se a carta estiver em inglês a ligação será esperada ser inglês. No meu caso não havia problema. Se o seu chefe não falar inglês, é recomendado no fórum escrever em português e pagar a tradução juramentada. Abraços.

  52. Olá, Giovana! Tudo bem?

    Primeiramente, muito obrigado pelo trabalho de vcs com o blog! É muito bom ter acesso a esse tipo de informação (bem feita, de qualidade) quando se está perdido em meio ao processo de imigração =D

    Minha dúvida é sobre a carta de recomendação/comprovação de trabalho: nesse texto, vocês falaram que não é recomendado colocar o NOC na carta, justamente pq o CIC quer apenas a sua experiência de trabalho. Entretanto, eu vi justamente o contrário em um outro blog (https://www.canadianimmigrationpodcast.com/express-entry-how-to-draft-an-employer-reference-letter-that-works/) – aqui ele fala que é interessante colocar o NOC. Onde vcs viram essa informação? Tem mais alguma recomendação a respeito disso? Na dúvida, estou pensando em tirar, mas fiquei dividido.

    Obrigado desde já! Abraços!

    • Renan, eu li essa informação no fórum canadavisa. O link do fórum está aqui no blog no lado direito. Acho que honestamente funcionaria de qualquer um dos jeitos. Mas teoricamente seu chefe não era para saber seu NOC. Essa foi a explicação dada pelos membros do fórum q eu utilizei e que eu escrevi nesse post. Reforçando q tudo que a gente escreveu foi o que a gente fez e o nosso processo foi aprovado e já somos PRs morando no Canadá né?! Mas para ter certeza mesmo, só consultando um consultor de imigração licenciado. Abraços e boa sorte!

      • Olá, Giovanna! Obrigado pela rápida resposta!

        De fato, acredito (e espero) que o NOC estar ou não lá funcionaria de qualquer forma. Mas o fato de “s/ NOC” ter dado tudo certo pra vcs também pesa haha. Vou pesquisar mais um pouco e, qualquer coisa, sigo sem o NOC então.

        Muito obrigado!

  53. Olá!!
    Gostaria de tirar uma dúvida!!
    A carteira de trabalho (e sua tradução juramentada), não servem para comprovar que você trabalhou naquela empresa naquele cargo por aqueles anos???

    • Clarissa, você pode mandar a carteira de trabalho como comprovação, não há impossibilidade nisso, mas eles querem mesmo a carta do empregador ok? Então a carteira de trabalho seria somente um suporte a carta do empregador. Abraços!

  54. Olá! Meu marido trabalha na empresa da minha mãe há alguns anos. Você acha que dá algum problema para comprovar experiência de trabalho? Se Se há alguma restrição em trabalhar para parentes? No caso ele trabalha em escritório de advocacia.

  55. Ei Rey, ótimo post, como sempre. Estou prestes a pedir a carta pra minha chefe, mas vi no Canada visa forum muitos relatos de pessoas dizendo que os oficiais da imigração pesquisam na internet pela empresa em que o aplicante diz ter trabalhado pra ver se realmente existe. Então tive uma dúvida: na carta normalmente deve ir a razao social da empresa ou o nome fantasia? No meu caso o nome fantasia, pelo qual dá pra achar a empresa, é totalmente diferente da razão social. Muito obrigado!!!

    • Carlos, tudo bom? No caso da carta, todos os dados legais da empresa devem constar. Tipo CNPJ, telefone do seu chefe, endereço e etc. Tem todos os detalhes no modelo da carta que fornecemos. Boa sorte no processo! Abraços!

  56. Oi Rey, muito obrigada pelo blog maravilhoso e por todas as infos, elas ajudam demais!
    Fiquei só com uma dúvida… O aplicante secundário manda só as cartas de recomendação ou teriam que mandar notas de recebimento e demais documentos comprovando esse período como é com o aplicante principal?

    • Ana Caroline, tudo bom? Obrigada pelo carinho viu?! Eu como aplicante principal só mandei a carta de comprovação. Assim como o meu marido fez como spouse. Não tem diferença entre os dois aplicantes nesse quesito. Não mandarmos nenhum tipo de notas de recebimento (nem sei o que é isso para ser sincera) ou outros documentos referentes a trabalho. Siga as instruções da sua lista de documentos ok? Abraços!

  57. Boa tarde!!! O post é de grande valia pra quem tem dúvidas sobre o Canadá! Muito obrigado!!! Uma dúvida: eu posso dar entrada no aproveitamento de experiência profissional possuindo somente o eTA? Ou é necessário o visto de estudante, de trabalho ou turista?! Agradeço demais! Um abraço!

    • Wilton, eu acho que você está confundindo as coisas. Esse post faz parte de uma etapa de documentos após você ter se candidatado para Residência permanente no Canadá e ter recebido o ITA, o convite para mandar seus documentos. Eu acho que você precisa ler nossos posts sobre como começar o processo de imigração. Abraços!

  58. Olá, tudo bem? Estou em dúvida em relação ao meu NOC: sou formada em design gráfico, com MBA em marketing, sempre fui contratada como analista de marketing {cargo assinado na carteira – 4 empregos diferentes}. Vendo a lista “find your NOC” vi que as duas funções estão lá, tanto “graphic design” quanto “Professional occupations in advertising, marketing and public relations”, a dúvida é: como saber qual o melhor para mim? Existe alguma facilidade entre uma ou outra? {minhas funções em todas as empresas englobam atividades nas duas áreas}

    Gostaria de saber também se devo dar entrada nos dois diplomas, ou se deve ser só o do MBA. {última formação}
    [Também não sei se minha faculdade será válida, uma vez que foi um curso tecnólogo, apesar de ter sido superior]

    Obs: não consigo parar de ler esse bloog <3 <3

    Obrigada!

  59. Nossa, que POST útil! Agora que eu li! Pessoal, vcs conhecem alguém que é servidor público (meu caso) e que precisa pedir esta carta do empregador? Alguma informação para adicionar neste sentido? Obrigada e parabéns pelo blog!

    • Mari, que legal que você gostou. Mas você chegou a ler os comentários aqui desse post? Eu acho que eu conversei com alguém nessa situação e essa pessoa deixou uma mensagem aqui depois. Mas eu não tenho 100% de certeza como foi! Você também deve encontrar mais informações específicas no forum canadavisa – tem o link do fórum aqui na lateral direita do blog. Espero ter ajudado. Abraços!

  60. Tive experiência de trabalho em um Noc de 2014 até 2016 e depois trabalhei novamente no mesmo noc de 2018 até 2019. Essa experiência pode ser somada mesmo com o intervalo de tempo ou só conta se for seguida?

    • Anna, que eu me lembre poderia ser somada, mas o ideal é você confirmar buscando no site do governo ou no canadavisa forum. O link do forum está na lateral direita do blog. Abraços!

  61. Ola Casal Nerd!
    Estamos preenchendo nosso application post-ITA e surgiu a seguinte duvida:
    Meu marido mora aqui em Toronto, mas tem empresa em Sao Paulo e presta servicos para duas empresas brasileiras como programmer/web developer.
    Como colocamos essa informacao no “personal history” dele?
    Nome da empresa dele + Self-Employed? Founder? Entrepreneur?
    Nomes das empresas para as quais ele presta servico + programmer/web developer?
    Super obrigada pela ajuda!
    Abraco!

    • Karina, essa é uma excelente pergunta! Eu não sei te dizer o jeito certo de fazer isso! Recomendaria olhar no CANADAVISA FORUM procurando por self-employed. Boa sorte!

  62. Ei Gi!! Tudo bem?
    Primeiro, obrigada pelo modelo de carta, está me salvando. Porém, fiquei com uma dúvida: no detalhamento do tipo de trabalho, você coloca 2 tópicos que são “Mr./Mrs. XXXXXXXXXXXX has worked at XXXXXXXXXXXXX from XXXXXXXXXX to XXXXXXXXXX” e “He/She worked as of XXXXXXXXXX until XXXXXXXXXX an average of XX hours/weekly”. Eu queria entender o que você quis dizer com cada um deles, porque eu interpretei ambos como sendo a data que você iniciou o emprego e a data do término (tipo from October 14th 2019 to June 4th 2020 no primeiro tópico e no segundo as of October 14th 2019 until June 4th 2020)… Muito obrigada desde já pela ajuda!
    Abraços

  63. Outra pergunta hehe. Você sabe se posso colocar meu salário mensal ao invés de em horas? Sei que no Canadá o salário é dado como o valor pela hora, porém como meu salário aqui é fixo por mês e o número de dias/horas que trabalho durante o mês é variável pelos feriados, dias de fim de semana que aquele mês teve etc, acho que ficaria super impreciso se eu colocasse em horas… Muito obrigada mais uma vez!!

  64. Olá Rey e Han, tudo bem?
    Eu e minha noiva resolvemos depois de muito tempo protelando que iremos iniciar o processo para aplicar ao Express Entry e fui premiado com a grata surpresa de encontrar o blog de vocês!! Muito obrigado pela disponibilidade de compartilhar suas experiências e com informações tão detalhadas. Nós deu um enorme estímulo e um norte, pois agora sabemos por onde começar!!
    Minha dúvida é a seguinte:
    Minha noiva acabou de concluir o doutorado, por conta disso ela emendou graduação, mestrado e doutorado sempre como bolsista da universidade, realizando pesquisas no laboratorio e publicou varios artigos nesse periodo. Por conta disso pensamos em fazer a aplicação no NOC 2121 que corresponde a pesquisador. Vocês saberia me informar se esse período onde ela tinha dedicação exclusiva e ganhava uma bolsa para isso pode ser utilizado como experiência profissional com uma carta da professora cordenadora do laboratório?

    • Caio, que legal que o blog está de ajudando nesse processo! Olha, qualquer trabalho pago pode ser reconhecido como experiência, mas vocês vão precisar fazer alguns cálculos. Como as horas de estágio dela eram menores, vocês tem que ver quanto tempo conseguem comprovar pensando em trabalho full-time (40 horas semanais). Provavelmente entre mestrado e doutorado dá para comprovar 3 anos de full-time como pesquisador. Já tivemos seguidoras que fizeram essa comprovação e já estão no Canadá. Abraços!

  65. Uma dúvida: a carta do empregador não precisa estar pronta quando você cria o seu perfil no Express Entry e o deixa disponível para o governo? Pois você comentou que só pediu a carta ao seu empregador quando você recebeu o ITA, e eu entendo que o ITA vem só depois que o governo já deu o “pré-aceite” na sua application.

Deixe uma resposta para Rey Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui